Home / Animais / Quilópodes Alimentação

Quilópodes Alimentação

As centopéias, da classe chilopoda, são qualquer um dos vários artrópodes predadores de comprimento longo, achatados e muitos segmentos. Cada segmento, exceto o último, tem um par de pernas.

Definindo o Segmento

As centopéias geralmente permanecem sob pedras, cascas e lixo no solo durante o dia. À noite eles caçam e capturam outros pequenos invertebrados. Eles se movem rapidamente de 14 para 177 pares de pernas e têm um par de antenas longas e muitas articulações e um par de garras venenosas semelhantes a mandíbulas logo atrás da cabeça. Em todo o mundo, estima-se que existam 8.000 espécies de centopéias, das quais 3.000 foram descritas. As centopéias têm um amplo alcance geográfico, onde chegam até além do Círculo Polar Ártico. Elas são encontradas em uma série de habitats terrestres das florestas tropicais aos desertos.

Dentro desses habitats, as centopéias requerem um micro-habitat úmido porque não possuem a cutícula cerosa de insetos e aracnídeos, fazendo com que elas rapidamente percam água. Assim, elas são encontrados no solo e na serapilheira, sob pedras e madeira morta, e dentro de troncos. As centopéias estão entre os maiores predadores terrestres de invertebrados e freqüentemente contribuem significativamente para a biomassa predatória de invertebrados em ecossistemas terrestres.

Quilópodes Alimentação

Centopéias são predadores predominantemente generalistas, o que significa que se adaptaram para comer uma variedade de presas diferentes. O exame do conteúdo intestinal da centopéia sugeriu que o material vegetal é uma parte sem importância de suas dietas, embora se tenha observado que as lacraias comeram matéria vegetal quando passaram fome durante os experimentos de laboratório.

Centopéias são principalmente noturnas. As minhocas podem fornecer a maior parte das dietas para os geofilomorfos, uma vez que se enterram no solo e os corpos das minhocas seriam facilmente perfurados pelas suas garras de veneno. Os geofilomorfos provavelmente não podem subjugar minhocas maiores do que elas, então minhocas menores podem ser uma proporção substancial de sua dieta.

Quilópodes Alimentação
Quilópodes Alimentação

Escolopendrídeos, dado o seu tamanho, são capazes de se alimentar de vertebrados, além de invertebrados. Eles foram observados comendo répteis, anfíbios, pequenos mamíferos, morcegos e pássaros. Os colêmbolos podem fornecer uma grande proporção de dietas litobiomórficas. Pouco se sabe sobre dietas scutigeromorpha ou craterostigmomorpha.

Todas as centopéias são potenciais predadores intraguilientes. Centopéias e aranhas podem freqüentemente atacar umas às outras. Duas espécies, scolopendra cataracta e scolopendra paradoxa são conhecidas por serem anfíbias e acredita-se que caçam invertebrados aquáticos ou anfíbios.

Muitos animais maiores atacam as centopéias, como os mangustos, ratos, salamandras, besouros e cobras. Elas formam um importante item de dieta para muitas espécies e a dieta básica de alguns, como a formiga africana amblyopone pluto, que se alimenta exclusivamente de centopéias geofilomorfas, e a cobra sul-africana aparallactus capensis.

Comportamento in Natura

As defesas da centopéia incluem sua velocidade e forcípulas venenosas, assim como a secreção de produtos químicos defensivos. As centopéias geofilomorfas podem secretar substâncias pegajosas que geram ácido cianídrico e ácido benzóico a partir de glândulas microscópicas em seus lados inferiores. Da mesma forma, as centopéias litobiomórficas secretam uma substância pegajosa das glândulas nos dois pares de pernas posteriores.

A regulação da água é um aspecto importante da ecologia das centopeias, uma vez que elas perdem água rapidamente em condições secas e são encontradas em micro-habitats úmidos. A perda de água é o resultado de centopéias sem uma cobertura cerosa de seu exoesqueleto e excretando o nitrogênio residual como amônia, o que requer água extra. As centopéias lidam com a perda de água por meio de várias adaptações.

Os geofilomorfos perdem água menos rapidamente do que os litobiomorfos, embora tenham uma maior razão de área superficial para volume. Isso pode ser porque os geofilomorfos têm uma membrana pleural mais fortemente esclerótica. O formato do espiráculo, o tamanho e a capacidade de contração também influenciam na taxa de perda de água. Além disso, o número e tamanho dos poros do coxal podem ser variáveis ​​que afetam o balanço hídrico da centopéia.

Centopéias vivem em muitos tipos diferentes de habitat: floresta, savana, pradaria e deserto, para citar alguns. Alguns geofilomorfos são adaptados aos habitats do litoral, onde se alimentam de cracas. Espécies de todas as ordens, excluindo os craterostigmomorpha, adaptaram-se a cavernas. As densidades de centípedes foram registradas em até 600 indivíduos por metro quadrado e biomassa tão alta quanto 500 mg/m² de peso úmido.

Pequenos geofilomorfos atingem as maiores densidades, seguidos de pequenos litobiomorfos. Grandes litobiomorfos atingem densidades de 20 indivíduos por metro quadrado. Um estudo de escolopendromorfos registra scolopendra morsitans em uma savana nigeriana em uma densidade de 0,16/m² e uma biomassa de 140 mg/m² peso molhado.

Utilidade em Jardins

Os quilópedes são uma grande família que pode ser facilmente encontrada no jardim e são muito úteis. Cuidado com as mais conhecidas, as centopéias como a lacraia, que podem deixar uma mordida venenosa bem típica de espécies tropicais. Dependendo de onde você mora, porém, as típicas de se encontrar nas casas são as scutigeromorpha.

Quilópodes estão entre os auxiliares subterrâneos indispensáveis ​​no jardim, semelhante as minhocas. Independente de espécie, todos vão transformar a camada de detritos que cobre o solo (folhas mortas, fezes e animais mortos, galhos,etc), em húmus.

Entre a quantidade de animais em decomposição, eles são classificados de acordo com a profundidade em que irão viver e garantem sua tarefa de decomposição. Portanto, os milipedes pertencem à macrofauna, ou seja, aquela que está mais no topo dos estratos, na superfície do solo e logo abaixo.

Distinguimos dois tipos de quilópodes: os milípedes (como o gongolo ou piolho de cobra. Decompositores, eles vão cortar tudo, galhos, madeira morta, e vai comer muitas vezes suas fezes, rico em bactérias que irão participar na degradação da celulose. Eles se movem muito menos rapidamente.) e os centípedes (como as centopéias, lacraias, etc. Essa vão assegurar a sua tarefa como predadores contra lagartas, lesmas e outras pragas. Elas são muito velozes, movendo-se extremamente rápido para não deixar nenhuma chance de suas presas escaparem.)

Comidas pra Humanos?

Como alimento, certas centopéias de grande porte são consumidas na China, geralmente espetadas e grelhadas ou fritas. Elas são freqüentemente vistas nas barracas dos vendedores de rua nas grandes cidades, incluindo os mercados de Donghuamen e Wangfujing, em Pequim.

Também na China, assim como no Laos, na Tailândia e no Camboja, grandes centopéias são mantidas na bebida por um período de tempo. Este costume é supostamente parte da medicina tradicional chinesa. Dizem ter propriedades medicinais e ser revigorante. O licor com a centopéia submersa é consumido como uma bebida especial.

Veja também

Queimadura de Piolho de Cobra

A Lei da Selva Desde de que a vida surgiu no planeta Terra, há 3,5 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *