Home / Animais / Pavão Arlequim Prateado

Pavão Arlequim Prateado

O pavão é uma ave exótica e esteticamente fascinante. Atualmente, além das 3 espécies básicas (dentre elas o pavão indiano, pavão verde e pavão-do-congo, há inúmeras formas híbridas, obtidas a partir de manipulação genética. Essas formas híbridas recebem a nomenclatura de spaulding.

Há inúmeros pavões spaulding de diversas colorações; e, na verdade, zoólogos estimam que para cada coloração primária das espécies comuns, haja um valor aproximado de 20 variações de cores. Em relação à todas as cores predominantes das espécies não manipuladas geneticamente, é possível obter a incrível marca de 185 espécies.

Além das espécies padrão, é possível encontrar pavões de cor rosa, vermelha , albino, entre outras variações. O pavão albino, particularmente, é uma subespécie/variação do pavão indiano e recebe o nome científico de Pavo cristatus albino. Suas penas são totalmente brancas, no entanto os olhos possuem uma coloração azulada.

Por sua vez, o pavão arlequim prateado conjuga em suas características elementos visuais tanto do pavão albino, quanto do pavão indiano.

Neste artigo você conhecerá um pouco mais sobre a variação da espécie.

Então venha conosco, e boa leitura.

A Simbologia do Pavão

O pavão foi originado na Índia, país no qual já foi considerado um animal sagrado. Em algumas civilizações mais antigas, quem matasse um pavão receberia a condenação por crime grave, essa era o caso da Índia. Atualmente, essa determinação não é mais válida, no entanto, os pavões podem ser vistos circulando livremente pelas ruas e pelos templos hindus, onde são frequentemente alimentados por sacerdotes e religiosos do local.

Alguns relatos na bíblia (no livros dos Reis) fazem alusão ao que seriam considerados relatos da existência dessa ave. Acredita-se que o povo fenício tenha contribuído para a disseminação deste animal, ao levá-lo como presente ao faraó do Egito. Posteriormente, aproximadamente no ano 300 A.C., o Imperador Alexandre, o grande, introduziu a ave na Grécia.

Na Grécia, o pavão se espalhou pelo Império Romano, e no século XIV, já podia ser encontrado na Alemanha, Inglaterra e França.

Os países orientais viam o pavão como animal sagrado, no entanto, este cenário era diferente no ocidente, uma vez que nobres europeus o serviam em grandes banquetes.

Uma simbologia curiosa é encontrada na religião maometana, a qual associa o pavão como um animal agourento, ou seja, que traz má sorte. Esta imagem teria surgido nos seus textos sagrados, nos quais o pavão teria guiado a serpente para a árvore ‘proibida’ do Jardim do Éden.

Atualmente, o pavão é visto como uma ave ornamental, podendo ser encontrado em jardins ou quintais de muitas mansões. As penas do pavão também podem ser usadas para a confecção de bijuterias e peças de decoração.

Classificação Taxonômica do Pavão

O pavão pertence ao Reino Animalia, Filo Chordata, Classe das Aves, Ordem Galliformes e Família Phasinidae. As espécies de pavão pertencem aos gêneros Pavo e Afropavo.

A família Phasinidae também engloba animais como o faisão, e outras espécies a exemplo das perdizes, tetrazes e o peru. As aves tetrazes englobam várias espécies pertencentes exclusivamente ao hemisfério Norte, e que frequentemente são alvos de atividades de caça. O faisão é uma ave de corpo robusto e penas curtas, a qual lembra fisicamente a estrutura de uma galinha, no entanto, apresenta algumas peculiaridades semelhantes ao pavão, tais como o dimorfismo sexual (no qual os machos são frequentemente maiores e mais coloridos que as fêmeas), e as penas posteriores em longa extensão, fazendo alusão à estrutura de uma cauda.

Características Gerais e Padrão de Comportamento

Uma das características mais marcantes desta ave com certeza é a sua grande cauda em leque, que se abre quando o macho deseja cortejar a fêmea (nesse momento, ele também pode emitir gorjeios característicos e movimentar o corpo em trepidação).

A coloração da cauda é descrita como iridescente, ou seja, que possui, quase que como um reflexo, a lembrança do brilho gerado pelas cores do arco-íris. Além disso, há pequenas estruturas (semelhantes à gravura de olhos) chamadas ocelos, que permitem que a cauda do pavão seja mais charmosa ainda.

A maturidade sexual desta ave é atingida, aproximadamente, aos 2,5 anos de idade. Após a fecundação da fêmea, os ovos são chocados em até 28 dias. A média de ninhada por vez , em média, 4.

A sua expectativa de vida se estende até os 20 anos.

O pavão se alimentar de insetos, frutas e sementes. Em cativeiro, também pode receber rações apropriadas.

Espécies de Pavão

A espécie mais famosa e numerosa com certeza é o Pavão-indiano (Pavo cristatus), o qual possui coloração predominantemente azul para o macho, e verde para a fêmea. Mesmo sendo uma espécie mundialmente encontrada, ele tem concentração especial ao Norte da Índia e no Sri Lanka.

Pavão-Indiano
Pavão-Indiano

O Pavão-verde (Pavo muticus) foi originado na Indonésia, no entanto também pode ser encontrado na Tailândia, Camboja, Miamar e Malásia. Para esta espécie, a fêmea é maior do que o macho.

Pavão-Verde
Pavão-Verde

O Pavão do Congo (Afropava congensis) possui a coloração escura, com variações de tonalidade entre o cinza, preto, vermelho e castanho. É encontrado na Bacia do Congo.

Pavão do Congo
Pavão do Congo

Pavão Arlequim Prateado

Umas das espécies híbridas (ou spaulding) obtidas do pavão-indiano, ou pavão azul (nome científico Pavo cristatus), é o pavão arlequim prateado. Muitos afirmam que esta variedade é resultante do cruzamento do pavão-indiano, com a sua subespécie albina, porém essa informação não é verdadeira.

No caso do pavão arlequim, o gene é e dominância incompleta, também sendo um alelo do gene para cor branca, fator que justifica a diversidade na coloração das penas, variando entre pigmentação (preferencialmente azul) e tom branco.

Os exemplares de pavão arlequim considerados mais valiosos e em condições ideais de venda possuem plumagem branca distribuída de forma regular e simétrica ao longo do corpo. Também é preferível que os machos tenham penas brancas na cauda secundária.

O pavão arlequim é encontrado para a comercialização por um preço médio de R$ 40. A venda de pavões pode ser considerada um bom complemento de renda.

*

Agora que você conhece um pouco mais sobre o pavão arlequim prateado, continue conosco e conheça outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Aves decorativas. Pavão Arlequim. Disponível em: < https://www.avesdecorativas.com.br/pavao-alerquim>;

FIGUEIREDO, A.C. Infoescola. Reprodução das Aves. Disponível em: < https://www.infoescola.com/animais/reproducao-das-aves/>;

Portal São Francisco. Pavão. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/animais/pavao>;

Quintal Pavo. Pavão Arlequim. Disponível em: < http://quintalpavos.com/pt/pavoes/arlequim>;

Sítio Boico- Aves Ornamentais. Pavão Arlequim. Disponível em: < https://sitioboico.com.br/produto/pavao-arlequim/>.

Veja também

Animais em Extinção no Brasil

É fato que o Brasil muitas vezes é reconhecido no exterior por possuir a maior …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *