Home / Animais / Ninho de Jabuti

Ninho de Jabuti

Porque falar de ninhos de jabuti? Que diferença faz? Porque a falha em fornecer locais de nidificação adequados em cativeiro pode ter sérias consequências para a saúde, incluindo um aumento do risco de retenção de ovos, levando a uma possível peritonite fatal. A falta de locais de nidificação aceitáveis ​​também pode levar ao aumento do estresse e ter um impacto negativo sobre o sucesso da reprodução em cativeiro.

Entendendo o Comportamento

O comportamento de nidificação de quelônios em geral pode ser dividido em várias fases distintas: a seleção do local do ninho, a preparação do local do ninho, a escavação do ninho, a adequação ao ninho e o preenchimento e cobertura do ninho.

Diferentes espécies exibem preferências e comportamentos marcadamente diferentes em cada uma dessas fases, por isso é importante entender os requisitos particulares das espécies em questão. Por exemplo, há espécies que tendem a exibir uma forte preferência por nidificação em encostas suaves, com solos arenosos e bem drenados. Os solos argilosos úmidos ou o solo que é muito pedregoso provavelmente serão rejeitados como inadequados, assim como locais de nidificação em superfícies planas.

Por outro lado, muitas espécies tropicais, como os jabutis piranga aceitam prontamente locais de ninhos planos, mas normalmente preferem que o solo seja rico em conteúdo orgânico, úmido ou mesmo enlameado. Há espécies que geralmente preferem alocar em pleno sol, em um dia seco, a partir do meio dia ao final da tarde; outras espécies, como o jabuti freqüentemente se alocam ao anoitecer, e especialmente durante episódios de chuva leve quando a umidade é particularmente alta.

É importante estar ciente dessas características, pois as condições meteorológicas ou a hora do dia podem dar uma boa indicação geral de quando o assentamento pode ocorrer. Temperatura, umidade e níveis de luz, são tão importantes para aninhar tartarugas quanto o próprio substrato.

As espécies que normalmente preferem se aninhar em solos arenosos freqüentemente preferem escavar seus ninhos perto de arbustos, ou na areia que é infiltrada por raízes finas de plantas. É possível que isso forneça coesão extra durante a escavação, tornando os colapsos menos prováveis.

Espécies de ambientes tipo floresta tropical freqüentemente utilizam folhiço na construção de seus ninhos; tem alguns quelônios que na verdade constrói um monte de ninho a partir de serapilheira. O jabuti tinga é uma outra espécie que às vezes é conhecida por se aninhar no chão, sob a decomposição de folhas, em vez de escavar um ninho da maneira usual. No entanto, parece fazer uso de acumulações pré-existentes de serapilheira em vez de construir ativamente um monte especificamente para fins de nidificação.

A Preparação do Ninho

A profundidade do substrato disponível é um fator muito importante para todas as espécies que escavam ninhos. Se a profundidade insuficiente estiver disponível, o aninhamento geralmente será terminado. Em situações de cativeiro, portanto, é necessário garantir que a área de assentamento forneça profundidade suficiente de substrato para evitar isso. Só é possível oferecer diretrizes gerais, pois diferentes espécies variam em suas profundidades de ninho. Para a maioria das espécies, a profundidade do substrato deve ser pelo menos igual ao comprimento dos membros posteriores, mais 70% do comprimento da carapaça.

Descobrimos que muitas espécies terrestres irão se aninhar em cativeiro em um substrato composto 60% arenoso misturada com 40% de composto argiloso. Se os locais de nidificação ao ar livre não forem possíveis, os locais artificiais internos com base em tal mistura geralmente produzirão bons resultados, especialmente se posicionados sob uma lâmpada de aquecimento solar e com tamanho e profundidade suficientes. Recomendamos que, para um quelônio de tamanho médio, uma área de pelo menos 1 metro quadrado seja fornecida, e que esta seja de profundidade adequada, de acordo com a fórmula descrita acima. Se o local do ninho artificial puder se inclinar suavemente, isso pode aumentar as chances de que ele seja aceito pela fêmea como um local adequado e seguro.

Outras Considerações Relevantes

Para pequenos quelônios, um grande plástico ou mesmo caixa de papelão pode ser preenchido com substrato adequado e elevado a uma temperatura adequada. Para os quelônios grandes exigi-se um monte de nidificação artificial construído de um bloco de concreto ou um forte invólucro de madeira. A temperatura do substrato é certamente importante. Poucos quelônios ficarão em um substrato frio.

Jabuti na Grama
Jabuti na Grama

Você pode ver a fêmea tocando a superfície com o nariz, como se estivesse inspecionando cuidadosamente. O que ela está fazendo é sentindo a temperatura da superfície para ver se ela é adequada para incubar seus ovos. Alguns quelônios também parecem usar os membros posteriores para verificar se a temperatura do subsolo também é satisfatória. Aconselhamos que os locais dos ninhos artificiais se estabilizem até a temperatura ambiente antes do uso e, como mencionado anteriormente, forneçam calor superficial por meio de uma lâmpada de aquecimento solar.

Um fenômeno bastante estranho que notamos é que as fêmeas grávidas, que podem relutar durante o dia em usar um local de nidificação artificial, muitas vezes podem ser persuadidas a aceitar uma delas se forem colocadas sobre ela depois do anoitecer, sob uma lâmpada frade. Nós não entendemos completamente por que isso deveria ser o caso, mas temos testemunhado isso com freqüência suficiente para nos convencer de que há algum mérito nessa técnica!

Sugestão para Jabutis

Aqui apresentamos as sugestões de criadores do jabuti piranga, que devem servir de modo semelhante para jabuti tinga. Mas vale a recomendação de que sempre reporte suas dúvidas para especialistas de sua região para que ofereça um local de nidificação realmente adequado a seu animal conforme a realidade de sua localização. Para manter os jabutis piranga com sucesso, existem três parâmetros que devem ser mantidos em equilíbrio na preparação do ninho: temperatura, umidade, e iluminação.

A temperatura ambiente no Brasil raramente variam muito mais do que 10 a 30 graus celsius o ano todo. Há duas temporadas aqui, na verdade, tempo molhado e tempo seco. Os jabutis também não hibernam. Portanto, não forneça um lado quente e um lado frio em seus cercados de jabuti piranga. Em vez disso, mantenha uma temperatura no ninho entre os 50 e 80 % relativa a temperatura média ambiente. Ou seja, 20% a 50% abaixo da máxima de sua região ou 50% a 80% acima da mínima de sua região.

Um nível de umidade ambiente de 60 a 80 por cento é ideal para jabutis piranga. Você pode ter que ser criativo, se você vive em um ambiente seco, usando umidificadores de ar quente ou misters com temporizadores, etc. Há quem pulverize hatchlings até que gotejem para manter úmidas as carapaças dos jabutis. Não mantenha a umidade em um invólucro do tornozelo, tornando o substrato úmido, pois os jabutis têm uma tendência a desenvolver podridão de cascas em seus plastrões se forem mantidas nessas condições. Muitas vezes jabutis que se assemelham a abacaxis ou granadas de mão nas carapaças, podem exibir uma condição conhecida como “pirâmide”, na qual os escudos da carapaça são elevados. Esta condição provavelmente ocorrerá se os jabutis forem mantidos em um ambiente que esteja muito seco, o que também será aparente se os olhos desses quelônios estiverem lacrimejando.

Jabuti Passeando na Rua
Jabuti Passeando na Rua

Ao contrário da maioria dos quelônios, os jabutis não precisam aproveitar a luz solar para manter a vitamina D3 em seu sistema. A única iluminação necessária para um habitat interno de jabuti é uma lâmpada UVB de baixa voltagem sobre o prato de comida e prato de água rasa, e mesmo isso é opcional. De fato, muitos dos criadores de jabutis em cativeiros internos, tanto cativos filhotes quanto adultos, não utilizam iluminação suplementar de nenhum tipo. Esses criadores dizem que os jabutis com muita luz artificial no cativeiro tendem a não se exercitar adequadamente, mantendo-se muito isolados e reclusos em seus locais iluminados. Porém, admitem que é importante haver algum tipo de iluminação ambiente para seu jabuti usufruir, nem que seja um breve lampejo de luz solar que surja em seu apartamento.

Veja também

Queimadura de Piolho de Cobra

A Lei da Selva Desde de que a vida surgiu no planeta Terra, há 3,5 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *