Home / Animais / Jabuti Piranga: O Que Come?

Jabuti Piranga: O Que Come?

Jabuti, na verdade, é um termo que se refere a duas espécies de répteis que possuem carapaça:  Chelonoidis carbonaria (jabuti-piranga, o mais comum) e a Chelonoidis denticulata (jabuti-tinga). Estes animais são exclusivos da América do Sul.

Neste artigo, iremos falar sobre o jabuti-piranga, a espécie mais comum de jabutis. Nosso foco neste texto será sua alimentação: no que consiste sua dieta, o que a faz variar, etc. Entretanto, serão fornecidas também muitas outras informações sobre a vida destes animais.

O Jabuti-Piranga

O nome, “jabuti-piranga”, provém da língua tupi, onde quer dizer “O que come pouco vermelho”. Pois este animal, geralmente, possui algumas escamas vermelhas nas patas e na cabeça. Aliás, o jabuti-piranga é frequentemente confundido com a tartaruga! Portanto, iremos fornecer a seguir algumas informações sobre as características físicas desta espécie. O jabuti-piranga pode alcançar até 45 cm de comprimento. Os machos são maiores, e eles podem se envolver em combates usando o casco para tentar virar o oponente! A expectativa deste animal na natureza pode facilmente ultrapassar os 50 anos. Já sobre a sua reprodução, podemos dizer que as fêmeas colocam de 1 a 9 ovos de cada vez, em um ninho que é escavado na terra. O período em que deve nascer o filhote varie entre 5 e 10 meses. E o pequeno jabuti nasce com cerca de 4 a 5 cm de comprimento.

Esta é a espécie é mais comum de jabutis. E está presente nas matas brasileiras, habitando desde o Nordeste até o Sudeste. Além disso, este animal está também distribuído desde a Colômbia oriental até às Guianas, e até no Rio de Janeiro, Bolívia, Paraguai e norte da Argentina. Este animal pode até mesmo ser encontrado em muitas ilhas do Caribe; entretanto, nem sempre está clara a informação de que esses animais são nativos ou trazidos por humanos.

Enfim, este é um animal que tem como habitat natural exclusivo áreas da América do Sul. E as regiões em que ele vive podem variar de savana a bordas da floresta em torno da Bacia Amazônica. Entretanto, seu habitat preferido varia um pouco dependendo da região, mas normalmente inclui temperaturas sazonais muito consistentes próximas de 30 °C, que raramente são inferiores a 20 °C, ou superiores a 35 °C; em geral, locais com alta umidade e muita precipitação.

O estado de conservação desta espécie segundo a UICN (União Internacional para Conservação da Natureza) é classificado como “pouco preocupante”. Sendo assim, a extinção não é um perigo que ameaça a existência dos jabutis-pirangas. Entretanto, infelizmente, este animal é vítima da caça para o consumo da sua carne, e também para a sua venda como animal de estimação, sendo que estas atividades são proibidas por lei.

O Que Come o Jabuti-Piranga?

Enfim chegamos ao nosso foco deste artigo: a dieta do jabuti-piranga. A seguir iremos ver o quão balanceada é a dieta deste animal, além de conhecer quais são os alimentos que a compõe.

Quanto à sua alimentação, podemos dizer que os jabuti-pirangas são animais onívoros, ou seja, eles ingerem quase qualquer substância orgânica. Esta espécie possui uma dieta baseada em uma grande variedade de plantas, e principalmente de frutas. Além disso, estes animais costumam também se alimentar de gramíneas, flores, fungos, detritos e invertebrados. Ou seja, a dieta deste animal é extremamente rica.

Apesar de ser extremamente rica, a dieta do jabuti-piranga precisa de alguns cuidados; há alimentos que devem ser evitados. Por exemplo: não é indicado que ele coma alface, pois causa sonolência e não tem vitaminas; portanto, devem ser privilegiadas folhas escuras, tais como a catalonha, as folhas de beterraba e a mostarda.

De acordo com alguns fatores, a dieta do jabuti-piranga pode sofrer variações, são alguns deles: as estações do ano e onde ele habita. Vejamos a seguir.

A Dieta do Jabuti-Piranga e as Estações do Ano

Agora já temos noção do que se alimenta esta espécie. Entretanto, a dieta do jabuti-piranga possui peculiaridades de acordo com as estações do ano, pois estas são capazes de influenciar na sua seleção de alimentos. Ou seja, períodos chuvosos, por exemplo, oferecem uma grande variedade de frutas, enquanto os períodos secos oferecem uma grande variedade de frutas. Além disso, as estações do ano são capazes até mesmo de afetar a velocidade do organismo desse animal: em períodos mais quentes ele é mais acelerado, exigindo uma maior ingestão de alimentos; já em períodos mais frios seu metabolismo se torna mais lento, e a ingestão de alimentos é menos necessária.

A Dieta do Jabuti-Piranga em Cativeiro

Outro aspecto que pode fazer variar a dieta de um jabuti-piranga é se ele vive em cativeiro ou na natureza. A dieta básica dos animais em cativeiro deve ter como base uma variedade de plantas, vegetais e frutas, e carne apenas ocasionalmente. Esta dieta deve ser rica em cálcio e fibra, e baixa em açúcares e gorduras. Além disso, ainda há as rações comerciais que podem ser oferecidas junto com os alimentos frescos e também os suplementos específicos para répteis, facilmente encontrados no mercado. É importante lembrar que sem as frutas a alimentação nunca é completa o suficiente.

Jabuti Piranga Comendo no Cativeiro
Jabuti Piranga Comendo no Cativeiro

Sobre os cativeiros, cabe aqui informá-los que nem todos são mal intencionados. Muitos cativeiros existem com o objetivo de fazer a reabilitação de animais encontrados machucados. Depois de recuperados, esses animais são reintroduzidos na natureza. Um exemplo de cativeiro onde ficam animais para sua recuperação é o Parque Ecológico Chico Mendes, localizado Rio de Janeiro; este parque consiste em uma unidade de conservação pública.

Em cativeiro é importante que haja profissionais qualificados que entendem quais são as necessidades do animal, pois por exemplo: por ser um animal que não regula sua própria temperatura corporal (é um animal ectotérmico), deve ter acesso fácil a áreas ensolaradas para se aquecer quando sentir necessidade.

Sendo assim, o cativeiro precisa prever isto. Além de outras peculiaridades, como o fato de que é recomendado que o animal tenha um local que simule uma toca ou uma caverna, para que ele seja capaz de se recolher em locais escuros, fechados e quentes para dormir. E também é importante que haja terra, para que ele possa cavar.

Veja também

Como Eliminar Escorpiões? Armadilhas Para Escorpiões

Habitantes de desertos, savanas ou florestas, às vezes até hospedeiros de nossas casas, símbolos mitológicos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *