Home / Animais / Filhotes de Ganso – Como Cuidar

Filhotes de Ganso – Como Cuidar

Os gansos, tanto quanto os patos, não são difíceis de criar. E convenhamos que, quando eles estiverem nadando em sua lagoa ou vindo ao seu encontro para serem alimentados, será uma grata visão. Sem dúvida, muito relaxante!

Se você tem o interesse de aprender como criar esses lindos filhotinhos com apreço, este artigo pretende ajudá-lo com algumas dicas de como conseguir isso e proporcionar a eles uma vida saudável e feliz.

Considerações iniciais imprescindíveis

É preciso pensar bem, fazer uma análise coerente antes de tomar uma decisão dessa. Como qualquer animal que alguém tenha a intenção de adotar, é preciso saber que existem espécies diferentes para cada tipo de pessoa e intenção.

Os gansos conhecidos são o ganso cinzento (todos os gansos domesticados, não importa a cor, se enquadram nessa categoria), o ganso-preto e o ganso branco. No caso de gansos, você precisa ter certeza de para quê quer um. Podem ser excelentes vigilantes na propriedade, provisão de alimentos ou outras alternativas. Para cada caso será necessário definir qual a espécie correta de ganso ideal para satisfazer seu propósito. Busque, portanto, toda a informação cabal que puder. Procure por pessoas que entendam de gansos e não tenha medo de perguntar o que quiser. Leia bastante, pesquise livros, artigos e documentos que possam esclarecer tudo sobre os cuidados devidos com a espécie de ganso que irá obter. 

Não esqueça que cada espécie tem suas características específicas e é importante entender que não só o ganso tem de estar adequado para o que você quer mas também você e o ambiente onde pretende levá-lo tem de estar adequados ao ganso.

Comprando ovos

Se pretende mesmo começar tão cedo assim, existem três principais formas de fazer isso: incubadoras naturais, incubadoras improvisadas ou incubadoras artificiais. Como obviamente as incubadoras artificiais, elétricas, já devem vir com manual de instruções, nos restringiremos a dicas para as duas primeiras em nosso artigo.

Para chocar, ovos de ganso precisam de um local com temperaturas altas e boa umidade. Se você não tiver a intenção de obter uma incubadora adequada, poderá chocar esses ovos usando métodos naturais, se disponibilizar de todos os recursos necessários.

Parece que o tempo correto para a aquisição desses ovos aqui em nosso País costuma ser nos meses de agosto ou setembro. Procure um bom fornecedor em sua região para adquiri-los recém produzidos. Dê preferência a ovos de fêmeas adultas que já passaram dos primeiros estágios de produção de ovos.

Adquira ou construa o ninho para seus ovos. Uma caixa de madeira pode ser perfeita desde que forrada com material macio e confortável, como serragem e palha, de modo a proteger bem os ovos e evitar qualquer risco. Para cada três ovos que irão eclodir, o ideal é uma dimensão superior a 50 centímetros de ninho. Se quiser acelerar o processo, já pode adquirir uma luz chocadeira e instalar na caixa de ninho.

A limpeza dos ovos é recomendada mas evite usar água para isso. Gansos criados em locais com amplas fontes de água limpa, onde costumam nadar, geralmente produzem ovos limpos. Mas se houver necessidade de limpar os que adquiriu, procure fazê-los com tecidos ásperos, ou mesmo com escovinhas e até lã de aço. Mas tenha o cuidado de limpá-los bem suavemente. No caso de usar água, nunca mergulhe os ovos nela. Aqueça a água até uma temperatura em torno de 40ºC, o suficiente para estar mais quente que o ovo, umedeça um pano limpo nele e passe suavemente no ovo para limpá-lo. Seque bem os mesmos antes de repô-los no ninho.

Se possível, seria bom que pudesse desinfetar os ovos. Esse processo ajudará a eliminar drasticamente qualquer probabilidade de bactérias que tendem a crescer na casca dos ovos. Um bom meio de fazer isso é colocando seus ovos logo depois de limpá-los em uma câmara hermeticamente vedada (uma caixa de isopor tampada e envolvida em fita adesiva pode servir). Vai precisar fumigar dentro dela gás formaldeído. É possível comprá-lo em pó (paraformaldeído) ou em solução de água 40% (formol). Evite respirar esse gás tóxico.

Siga as instruções de fabricação ou oriente-se com especialistas. Uma alternativa opcional caso prefira evitar o fumegante químico seria colocar os ovos separados um do outro em contato direto com a luz solar a pino pela manhã e a tarde, pois esta radiação natural também serve como desinfetante.

Se você tiver galinhas em sua propriedade, essa incubação natural pode produzir melhores resultados em geral, desde que suas galinhas já estejam com seus instintos naturais de chocadeiras maduros, ou seja, essas fêmeas precisam ter colocado ovos o suficiente para saber o que fazer com os que você trouxer para elas. Cada ave tem uma quantidade específica de ovos nos quais deitar sobre, a fim de haver uma incubação de sucesso. Na galinha, por exemplo, só obterá êxito com no máximo seis ovos no ninho dela. Além disso, os ovos de ganso são muito grandes para a galinha virá-los naturalmente. Então você terá de fazer isso diariamente, aguardando a ave deixar o ninho e espirrando levemente água morna nos ovos quando os virar.

Um bom ninho de ovos de ganso deve ser forrado com serragem e palha para proteger bem e evitar qualquer risco
Um bom ninho de ovos de ganso deve ser forrado com serragem e palha para proteger bem e evitar qualquer risco

Depois de dez dias com os ovos sendo chocados pela galinha, já é possível ver quais estão com o estágio embrionário desenvolvido. Olhe os ovos refletidos em uma luz intensa para verificar e mantenha no ninho somente os que estiverem férteis.

Em ambos os casos, a incubação pode demorar de 25 a até 40 dias e a eclosão dos ovos cerca de três dias. Durante esse tempo, procure manter o ninho limpo e não esqueça de virar os ovos diariamente.

Esta é uma incubadora artificial. Para correta utilização, é necessário consultar o manual do fabricante
Esta é uma incubadora artificial. Para correta utilização, é necessário consultar o manual do fabricante

Criando filhotes até seu desenvolvimento

Fique tranquilo pois cuidar de gansos pode ser mais fácil do que você pensa. Enquanto filhotes requerem menos calor e tempo nas chocadeiras, algumas raças saem e crescem muito rapidamente, então seu tempo com os pequeninos será relativamente curto. Ah sim, é bom saber que você ainda precisará de uma chocadeira nesse estágio. Pelo menos temporariamente. Mas isso pode ser qualquer coisa, desde uma caixa de ninhos onde chocou os ovos (se começou nesse estágio), bem ventilada, ou até uma casinha de cachorro. Você ainda vai precisar também de uma lâmpada chocadeira.

Gansos absorvem muita água desde o estágio inicial. Procure manter um constante fornecimento de água fresca e limpa. Um criador pode acabar se esquecendo disso, ainda mais se tiver alguma fonte natural onde mora, mas esta água nem sempre pode estar adequadamente limpa e, mesmo assim,  não deve ser a única fonte de água doce das suas criações, mesmo que seja uma fonte de água corrente.  É bom estar atento a isso pois talvez seja necessário uma reposição no mínimo três vezes ao dia. Pode ter certeza de que eles amam a água e precisam de reservatório cheio constantemente.

Enquanto seus gansinhos não completarem pelo menos uma semana de vida, você precisa ter um bom lugar que seja grande o suficiente para dar conta da necessidade de água para eles. Gansos ainda filhotes não podem se molhar muito ou por muito tempo até que as plumas maduras cheguem. Comece talvez reservando uma tina ou bacia onde você os introduzirá na água lentamente, para irem se acostumando. Coloque-os para tocar nela por mais ou menos uns 15 ou 20 minutos de cada vez. Depois tire-os de lá, seque-os e ponha-os sob a lâmpada chocadeira. Isso é necessário até que desenvolvam suas glândulas sebáceas. Muito novinhos assim, podem morrer se ficarem expostos a umidade e frio.

Procure acostumá-los ao chão e ao gramado o quanto antes, quando o dia estiver propício para isso. Deixe-os brincar, curtir o Sol, mas não tire os olhos deles. Afinal, cachorros, gatos, aves de rapina e outros gulosos podem surgir do nada. Este é talvez o passo mais difícil, porque algumas coisas estão fora do seu controle mas esse cuidado pode começar a diminuir somente a partir de três semanas de idade, desde que você os mantenha protegidos dentro de um cercado, onde não esteja chovendo, e nem expostos ao frio.

Não é aconselhável deixá-los do lado de fora a noite. Só começarão a obter resistência corporal o suficiente para lidar com os intempéries do tempo a partir dos dois meses de idade. A partir dessa idade, já dá para deixá-los do lado de fora o dia todo, deixá-los na água sozinhos para nadar, ou brincar fora do cercado em um bom espaço de gramado para pastar.

Quanto a alimentação, eles são meio parecido com as galinhas, no sentido de que não costumam comer mais do que deveriam. Enquanto ainda dependerem de você para alimentá-los, por favor, não deixe a ração acabar! Desenvolva um cronograma de alimentação. Só deve alimentá-los uma vez por dia e fazê-los se acostumarem a isso. Atenha-se a essa agenda como uma regra de vida e eles aprenderão rapidamente. Ajuda se houver outros, como galinhas ou patos que vêm para serem alimentados ao mesmo tempo. O controle saudável disso deve ser feito sempre examinando a quantidade ou a consistência do alimento, nunca a frequência.

Mesmo mais crescidos, os gansos ainda precisarão ter um lugar onde se abrigar do tempo. Se já não estão confortáveis na caixinha onde os criou, recomendo que providencie logo um lugar maior, de preferência a partir das duas semanas de idade, para que possam entender e se acostumar que é para lá que devem correr em busca de abrigo. Pense no que irá criar para eles (um pequeno celeiro, um cercado com telhas, uma armação de lona). Deve ter pelo menos 1 metro quadrado de área por ganso. Eles devem poder ir e vir livremente e ser capazes de se movimentar confortavelmente. É importante que o local tenha teto e ao menos três lados protegidos. Depois de pronto, leve a caixinha de costume para lá e ensine-os a se reunir lá nas primeiras vezes.

Comece a desfazer parte das caixinha aos poucos, preservando o “chão” até que já aprendam a buscarem o local de abrigo sem a sua intervenção. Ajuda muito se inventar uma fonte de água fresca disponível dentro do abrigo para torná-lo ainda mais atraente para os gansos.

Após alguns meses, período em que você perceberá que a penugem de seus gansos já estarão completa, é que eles devem ser pássaros bastante independentes. Somente nessa fase é que, apesar de ainda serem ameaçados por predadores (e isso ainda inclui o cachorro. Cuidado!), os gansos já saberão se proteger correndo para seu abrigo ou usando suas defesas naturais. Enfim, já cuidarão muito bem de si mesmos!

Apesar de ser necessário algumas precauções, cuidar de filhotes de ganso pode ser mais fácil do que se pensa
Apesar de ser necessário algumas precauções, cuidar de filhotes de ganso pode ser mais fácil do que se pensa

Dicas que devem ser lembradas

A dieta alimentar de um ganso é baseado em gramíneos mas o ideal será que seja balanceada com vitaminas e minerais. Pesquise bem sobre a alimentação recomendada para a espécie que adquiriu e não deixe faltar no estoque. Existem lojas de suprimentos que vendem rações especializadas para gansos, mas incentivamos que evitem as industrializadas. Prefira aveias e grãos naturais.

No momento de adquirir os gansos, é aconselhável que já o faça enquanto bem novinhos. Gansos já adultos só é recomendável apenas a espécie mais indicada para animais de estimação mesmo, com cuidados extras. Escolha um casal no mínimo. Gansos são tidos como temperamentais e, criados sozinhos, podem ficar angustiados e consequentemente, intratáveis. Se só houve a opção de adquirir um, é bom que tenha ao menos patos em casa.

Seja criterioso na escolha do criador com quem vai comprar. Tenha cuidado com o tipo de transporte que será usado para trazê-los para casa. Se já os adquirir nascidos, essa viagem pode deixá-los bastante estressados.

Gansos com o propósito de domesticar não são migratórios, por isso, se quer mesmo criar como animais de estimação, saiba que ‘mi casa es su casa’.

Se quiser ter gansos e também cultivar plantações, será necessário algum planejamento e gerenciamento. Os gansos não danificam a maioria das lavouras mas podem sim danificar e comer algumas como milho e outros grãos pequenos que você pode estar cultivando. Podem comer um pouco de suas verduras e hortaliças. Se conseguir áreas para aparo de gramas ou capina de quintal, oferecendo água para eles se saciarem e se divertirem, vai provavelmente mantê-los longe de suas plantações.

Certamente o ambiente em que seus gansos mais costumarem se agrupar, também terá a presença natural de esterco. Se o acúmulo disso se tornar inconveniente, um bom sistema de água para pulverizar, como o esguicho de uma mangueira é o suficiente para resolver o problema.

Gansos podem sim ser bichinhos de estimação muito mimosos, especialmente se você começar a criá-los bem novinhos, em ovos ainda ou ao menos com um dia de nascidos. Assim sendo, serão fiéis a você em fileira, te transformando na “mamãe ganso” deles!

Veja também

Queimadura de Piolho de Cobra

A Lei da Selva Desde de que a vida surgiu no planeta Terra, há 3,5 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *