Home / Animais / Espécies de Elefantes

Espécies de Elefantes

O elefante é o maior animal terrestre do mundo. São mamíferos extremamente inteligentes e com comportamentos sociais fascinantes.

Atualmente, existem poucas espécies de elefantes, com algumas variações de subespécie, de acordo com a localização geográfica. No entanto, em eras pré-históricas a variedade desses animais era ainda maior.

Atualmente, os elefantes estão sendo constantemente ameaçados de extinção, e, se esse ritmo for mantido, a tendência é que as espécies atuais desapareçam também.

Neste artigo, vamos aprender um pouco mais sobre as espécies de elefantes do passado e do presente, e suas peculiaridades.

Venha conosco e boa leitura.

Hábitos e Características Gerais do Elefante

São animais herbívoros. Em razão da grande dimensão e peso corporal, precisam consumir em torno de 125 quilos de folhagem por dia. A necessidade de ingestão diária de água também é grande: 200 litros por dia.

As características anatômicas de maior destaque são a tromba (órgão formado pela fusão do nariz com o lábio superior) e a dentição diferenciada (presas de marfim, dentes molares e pré-molares).

A tromba é um órgão com uma quantidade surpreendente de músculos, inclusive, alguns especialistas do mundo animal acreditam que contenha em torno de 40 mil músculos. Exerce, predominantemente, funções mecânicas como segurar, arrancar arbustos, dirigir os alimentos para o interior da boca e sugar água. Também é utilizada nas interações sociais.

Elefante Pintando Com a Tromba
Elefante Pintando Com a Tromba

Aos 60 anos de idade, quando os dentes molares caem espontaneamente, sem haver reposição, o elefante passa a ingerir menor quantidade de alimentos, implicando na sua morte.

Uma curiosidade que muitos desconhecem é que espécies de elefantes encontradas em florestas também são frugívoras. Isso acontece, pois os elefantes aproveitam a variedade de alimentos ofertados, ingerindo tanto gramas e arbustos, quanto frutos.

Ao ingerirem os frutos, as sementes são expelidas e lançadas ao solo. Em florestas tropicais, as sementes podem ser lançadas em um raio de até 57 Km, e contribuir para a manutenção da flora. Essa distância é muito superior ao alcance de outros animais como pássaros e macacos.

Riscos de Extinção da Espécie

Atualmente, com a prática da caça ilegal, os elefantes estão ameaçados de extinção. Segundo alguns pesquisadores, a espécie de elefante asiático já perdeu cerca de 95% da sua extensão territorial. Atualmente, um a cada três elefantes asiáticos é um animal de cativeiro.

Na África, estudos o ano de 2013 indicam que, em 10 anos, 62 % dos elefantes de floresta foram mortos pela caça ilegal, objetivando pincipalmente comercializar as presas de marfim.

Ancestrais do Elefante

O ancestral mais conhecido sem dúvidas é o mamute (Mammuthus sp.) . Suas características anatômicas são praticamente as mesmas, com exceção do tamanho ,que era consideravelmente maior, e da densa camada e pelos, necessária para protege-los das temperaturas mínimas.

Acredita-se que estas espécies pré-históricas habitavam os territórios que atualmente compreendem a América do Norte, África e Ásia.  Pertenciam à ordem Proboscidae, assim como as espécies de elefantes atuais.

Espécies de Elefantes Atuais

Atualmente, existem três espécies de elefantes, sendo duas africanas e uma asiática.

As duas espécies africanas correspondem ao elefante de savana (nome científico Loxodonta africana) e ao elefante de floresta (Loxodonta cyclotis).

O elefante-asiático (nome científico Elephas maximus) está presente no Sudeste da Ásia, particularmente na Índia e no Nepal.  Enquanto que as duas espécies de elefantes africanos ocupam os países do Quênia, Tanzânia, Uganda e Congo.

Embora haja apenas uma espécie, o elefante asiático é dividido em 3 principais subespécies: o elefante do Sri Lanka (ou Ceilão), o elefante indiano e o elefante de Sumatra. Leia mais sobre o assunto no artigo Elefante Asiático Características.

O elefante do Ceilão (Elephas maximus maximus) está restrito às áreas secas do Norte, Leste e Sudeste do Sri Lanka. Estima-se que, nos últimos 60 anos, sua população tenha reduzido em 50 %. Ainda sim, o Sri Lanka é considerado o país asiático com o maior número de elefantes.

O elefante indiano (Elephas maximus indicus) pode ser visto em toda Ásia continental. O elefante de Sumatra (Elephas maximus sumatranus) é originário da ilha de Sumatra na Indonésia, e segundo a WWF, em 30 anos provavelmente estará extinto, pois o seu hábitat natural vem sendo progressivamente destruído, para realização de práticas agrícolas.

Outra subespécie, embora não oficialmente reconhecida, é o Elefante-Pigmeu-de-Bornéu (Elephas maximus borneensis), restrito à ilha de Bornéu, situada entre a Malásia e Indonésia.

Espécies de Elefantes já Extintas

Nesta categoria enquadra-se o elefante sírio (Elephas maximum assuru), considerado uma subespécie do elefante asiático. Os últimos indícios de sua existência remetem a 100 anos antes de Cristo. Pertenciam á região que hoje compreende Síria, Iraque e Turquia. Eram empregados com frequência em batalhas.

Outra subespécie de elefante asiático já estão extinta é o elefante chinês (Elephas maximus rubridens), que teria desaparecido por volta do século XIV antes de Cristo.

Elefantes Extintos
Elefantes Extintos

Elefantes anões também estão inclusos nesta categoria, a exemplo do elefante pigmeu do peito reo (Palaeloxodon Chaniensis), o elefante anão de chipre (Palaeloxodon cypriotes), o Elefante-anão-do-mediterrâneo (Palaeloxodon Falconeri), o elefante anão de Malta e da Sicília (Palaeoloxodon Mnaidriensis),  o elefante de Naumann (Palaeoloxodon Naumanni) e o Stegodon Pigmeu. Leia mais sobre assunto no artigo elefantes anões extintos.

Espécies maiores compreendem o Palaeoloxodon antiquus e Palaeoloxodon namadicus.

Diferenças Básicas Entre as Espécies de Elefantes Africanos e a Espécie Asiática

Os elefantes africanos medem, em média, 4 metros de altura e pesam 6 toneladas. Elefantes asiáticos são menores, com 3 metros e altura e 4 toneladas.

Além do comprimento e peso serem maiores, os elefantes africanos tem uma particularidade relacionada às orelhas. Elas são mais longas do que a espécie asiática, pois permitem liberar o excesso de calor durante a transpiração. Mecanismo muito útil principalmente no bioma das savanas.

Essas grandes orelhas também podem ser movimentadas para permitir ventilação natural, vascularização e oxigenação (começando dos pequenos vasos sanguíneos deste órgão e disseminando-se a todo o organismo do animal).

Elefante Africano e Asiático
Elefante Africano e Asiático

A tromba do elefante africano também é diferenciada em relação ao elefante asiático.  Na tromba do africano há duas pequenas proeminências (que alguns biólogos dizem assemelhar-se a pequenos dedos). Na tromba da espécie asiática há apenas uma. Essas proeminências facilitam a tarefa de segurar pequenos objetos.

A quantidade de pelos no elefante asiático também é maior. Ele não está sujeito às altíssimas temperaturas encontradas nas savanas, por isso não precisa dos banhos de lama frequentes que o elefante africano toma. O banho de lama pode conferir ao elefante africano uma tonalidade de pele castanho-avermelhada.

Gostou da leitura do artigo?

Então, continue conosco e navegue por outros artigos também.

Aqui há muito material de qualidade para os amantes e curiosos da natureza. Aproveite e desfrute.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

BUTLER, A. R. Mongabay- News & inspiration from nature’s frontline. 62% of all Africa’s forest elephants killed in 10 years (warning: graphic images). Disponível em: < https://news.mongabay.com/2013/03/62-of-all-africas-forest-elephants-killed-in-10-years-warning-graphic-images/>;

FERREIRA, C. Tudo sobre elefantes: espécies, curiosidades, habitat e muito mais. Disponível em: < https://www.greenme.com.br/animais-em-extincao/5410-tudo-sobre-elefantes-especies-curiosidade>;

HANCE, J. Mongabay- News & inspiration from nature’s frontline.  Elephants: the gardeners of Asia’s and Africa’s forests. Disponível em: < https://news.mongabay.com/2011/04/elephants-the-gardeners-of-asias-and-africas-forests/.

Veja também

Animais Exóticos da Austrália

A Austrália é um país rico nos mais diversos âmbitos e sentidos da palavra. Nele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *