Home / Animais / Coruja Azul de Verdade

Coruja Azul de Verdade

A Coruja Azul Existe. Mito ou Realidade?

Muitas dúvidas e mistérios cercam essa espécie de corujas. Ela realmente existe? Alguém já as avistou? Ou ainda há quem diga que elas viveram há muito tempo atrás e já foram extintas. Realmente é uma confusão que cerca essas corujas.

O que muitos de nós já vimos, são desenhos e representações de corujas azuis; desenhos enfeitados, pintados a lápis, bordados, etc. Mas de fato, não há como afirmar com certeza se existe, existiu ou não existe mesmo uma espécie de coruja azul.

Existem registros que dizem que elas existem e que estão em extinção. Que estão presentes nas Filipinas e que existem apenas 250 indivíduos, por isso dificilmente são avistadas. Mas isso não é possível confirmar, devido à falta de fontes confiáveis e também de referencias necessárias.

O que as pesquisas nos indicaram, é que nas Filipinas existe uma coruja que possui a íris dos olhos azuis e não a plumagem azul. O que leva muitas pessoas a terem duvidas. Pois não há possibilidade do corpo inteiro da coruja ser azulado. Não foi encontrado nenhuma foto, ou registro comprovando tal fato. O que nos leva a crer que elas não existam.

Porém, e se for verdade que existem apenas 250 indivíduos em toda a espécie e que pouquíssimos humanos conseguiram avista-las e consequentemente fotografa-las? Por isso não há tantos registos. Pode ser verdade também. O que assola está discussão, de fato é a incerteza.

Alguns afirmam que existe sim; já outros acreditam que não, que única que existe é aquela que possui as íris dos olhos azuis. De fato, é algo interessante que vamos analisar em seguida, mediante as informações e fontes confiáveis.

Corujas: Característica Comum

Existem muitas espécies de corujas, cerca de 210, que pertencem a duas famílias distintas. São denominadas como as Tytonidae e as Strigidae. As que representam a família Tytonidae, são as espécies do gênero Tyto, onde podemos citar a Suindara; já as que representam a família Strigidae são muitos gêneros, podemos citar o gênero Bubo, Ninox, Strix, Megascops, Glaucidium, Lophostrix, entre muitos outros.

As corujas são consideradas aves de porte médio, exceto as do gênero Bubo, que são caracterizadas como “corujas gigantes” e que chegam até 60 centímetros. As outras espécies possuem tamanho menor, que varia entre 30  40 centímetros, mas claro, entre todas as espécies existem variações que devemos levar em conta, algumas são menores (10 a 20 centímetros) e outras maiores, como as “corujas gigantes”.

Elas são principalmente carnívoras. Gostam de se alimentar de pequenos mamíferos, como ratos, camundongos, morcegos, preás, gambás e ainda outras aves, inclusive outras espécies de corujas. Mas também se alimentam de pequenos insetos, invertebrados, como minhocas, grilos, besouros, gafanhotos; e ainda de alguns anfíbios, como pequenos peixes em poças d’água. Sua alimentação é muito variada, de modo que dificilmente ela irá passar fome.

Suas fortes garras são uma das principais “armas” da coruja, ela a usa tanto para defender-se quanto atacar suas presas. Quando está em perigo, a coruja é capaz de ficar de barriga para cima, em direção ao seu predador, mostrando-lhe as garras como sinal de defesa e podendo feri-lo facilmente.

Elas conseguem caçar a noite, pois são seres noturnos e sua visão é adaptada para a noite e não para o dia; para os humanos é algo estranho, mas ela realiza todas as suas ações no período noturno. Devido a sua visão de extrema qualidade e ao seu voo silencioso, é uma caçadora nata.

Lembre-se, aqui estamos falando das características comuns de todas as corujas, para que possamos ter um melhor entendimento acerca destas aves. Cada gênero, cada espécie possui suas especificidades. Há espécies que possuem “tufos” na cabeça, já outras não, algumas espécies são marrons, outras brancas, acinzentadas, vermelhas; algumas possuem a íris dos olhos amareladas, outras alaranjadas, e ainda estas diversas espécies estão distribuídas por todo o planeta.

Em cada canto do planeta há uma espécie de coruja. Aqui no Brasil, a coruja mais comum, que mais conseguimos avistar, são as corujas buraqueiras, estas que vivem em grande quantidade nos meios urbanos, vivem em buracos em baixo do solo e alimentam-se de ratos, morcegos e camundongos, sendo bastante útil ao homem, no combate aos ratos e a certas doenças.

A Coruja de Olhos Azuis

Buscando encontrar características e saber se realmente existe ou não coruja azul, encontramos uma espécie muito desconhecida por nós, que possui a coloração das íris dos olhos azulada; essa coruja é conhecida como Ninox Leventisi e vive nas Filipinas.

Seu canto excêntrico levou os pesquisadores a descobrirem esta nova espécie no ano de 2012. Porém a ave já era conhecida pelos nativos que costumavam avista-las. Mas não sabiam que era uma espécie diferente das outras e com o passar dos anos, pesquisadores foram analisando em chegaram a conclusão que além do canto, os olhos, algumas características físicas também são diferentes das outras corujas. Seria essa a Coruja Azul?

Seu habitat foi praticamente destruído na ilha que ela habita (Ilhas de Camiguín), localizada próxima as Filipinas. Tal fato ocorre devido a agricultura, onde foram queimadas diversas árvores, as quis as corujas faziam seus ninhos. A população vem diminuindo e os ambientalistas já estão atentos para protegê-las.

Coruja dos Olhos Azuis
Coruja dos Olhos Azuis

Ela está no Gênero das Ninox, e na família das Strigidae. As corujas deste gênero são caracterizadas por serem corujas-falcão, pois são semelhantes em algumas características aos falcões e isso também se deve ao formato de seu bico, que é curvo, semelhante aos mesmos já citados. Elas possuem a cabeça arredondada e não são constituídas de “tufos”, nem de discos faciais e suas asas são longas e arredondadas, sua cauda também longa.

Coruja Azul de Verdade: Existe uma Coruja Com Plumagem Azul?

Não, de fato, não foi encontrada nenhuma coruja com plumagem inteiramente azul. O que nos leva a conclusão que elas existem apenas nos desenhos, nas tatuagens e nos bordados em panos. Mas na natureza, no habitat, nas florestas, o que conseguimos observar são as corujas de olhos azuis que devido a seu canto excêntrico e belo atraiu os olhares de todos os nativos e os alertaram para a preservação da espécie.

Veja também

Queimadura de Piolho de Cobra

A Lei da Selva Desde de que a vida surgiu no planeta Terra, há 3,5 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *