Home / Animais / Composição Nutricional do Leite de Vaca

Composição Nutricional do Leite de Vaca

Tem gente que acorda de manhã e as primeiras coisas que procuram costuma ser cigarro ou café. Hábitos ruins! Vamos começar a pensar em coisas mais nutritivas? Que tal água? Pois é, um copo de água morna no desjejum logo pela manhã faz um bem danado. E que tal leite bovino? Será que um copinho desse também logo pela manhã seria melhor que o café? Não vamos falar nada de café aqui, mas de leite…

A Cultura do Consumo de Leite

Leite bovino e produtos lácteos têm longa tradição na nutrição humana. O consumo de leite e produtos lácteos varia consideravelmente entre as regiões. Na Inglaterra, por exemplo, o consumo de leite por pessoa lá atinge a impressionante marca de 100 litros por mês. Já no Japão, esse consumo é inferior a 2 litros por mês per capta. Nas sociedades ocidentais, embora o consumo de leite ainda seja considerável, estatisticamente vem diminuindo nas últimas décadas. Esta tendência pode ser parcialmente explicada pelos efeitos negativos para a saúde alegados que foram atribuídos ao leite e aos produtos lácteos. Essa crítica surgiu especialmente porque a gordura do leite contém uma alta fração de ácidos graxos saturados que supostamente contribuem para doenças cardíacas, ganho de peso e obesidade.

Nhonho do Chaves Bebendo Leite
Nhonho do Chaves Bebendo Leite

O fato é que o leite é um alimento complexo composto de componentes, que por si só podem ter efeitos negativos ou positivos para a saúde, respectivamente. A composição do leite pode ser alterada pelo regime alimentar. Então se você vai substituí-lo ou não pelo cafezinho no início de seu dia é uma decisão que cabe a você e aos cuidados que você deve conhecer sobre sua saúde individual. De fato, muitos consumidores de hoje são altamente conscientes das propriedades de saúde dos alimentos, e o mercado de alimentos saudáveis ​​e alimentos com benefícios especiais à saúde está aumentando. Quanto ao leite, o que apresentaremos aqui são os efeitos dos componentes do leite que são de particular interesse para a saúde humana, dando assim uma melhor composição nutricional do leite bovino, o leite que consumimos.

A Composição Nutricional do Leite

A composição do leite de vaca pode variar muito entre diferentes raças e durante diferentes fases da lactação. Nos primeiros dias após o nascimento, um tipo especial de leite chamado colostro é excretado, que é rico em gorduras e proteínas. O colostro também contém importantes anticorpos de combate a infecções que fortalecem o sistema imunológico do mamífero jovem. A transição do colostro para o leite verdadeiro ocorre dentro de alguns dias após o nascimento.

Todo o leite produzido pelos animais contém carboidratos, proteínas, gorduras, minerais e vitaminas, mas o principal componente é a água. A água dilui o leite permitindo sua secreção do corpo; sem água, seria impossível expressar leite. Além disso, a água no leite é essencial para o recém-nascido para hidratação. O leite de vaca contém uma quantidade semelhante de água para o leite humano – cerca de 87%.

O principal carboidrato no leite de mamíferos é um dissacarídeo ( ou açúcar ) chamado lactose. Para que a lactose seja digerida, ela deve ser decomposta no intestino pela enzima lactase em seus componentes monossacarídeos glicose e galactose. A glicose pode então fornecer energia ao animal jovem. Muitas pessoas são incapazes de consumir leite de vaca e produtos lácteos porque são incapazes de digerir a lactose após o desmame. A maioria das crianças possui a enzima lactase e pode, portanto, digerir a lactose, mas essa capacidade é perdida em muitas pessoas após o desmame ( geralmente após os dois anos de idade ). Em termos globais, a intolerância à lactose é muito comum, ocorrendo em cerca de 90-100 por cento dos asiáticos, 65-70 por cento dos africanos, mas apenas 10 por cento dos caucasianos.

A proteína fornece energia e é necessária para o crescimento e reparo de tecidos, como pele e músculo. As caseínas são o principal grupo de proteínas do leite de vaca, perfazendo cerca de 80% do total de proteínas. A porção restante é composta de proteínas de soro de leite. Existem quatro tipos de caseína que se combinam para formar uma estrutura conhecida como micela de caseína. A estrutura micelar da caseína é importante na produção de queijo; também desempenha um papel significativo nas alergias ao leite de vaca.

Leite Puro Direto da Vaca
Leite Puro Direto da Vaca

A principal gordura no leite é uma combinação complexa de lipídios chamados trigliceróis ( ésteres de três ácidos graxos com uma molécula de glicerol ). Existem mais de 400 ácidos graxos no leite de vaca, variando no comprimento da cadeia de átomos de carbono. Os ácidos gordos são descritos como saturados ou insaturados, dependendo da quantidade de hidrogénio na cadeia de carbono da molécula; o leite contém ácidos graxos saturados e insaturados. Os ácidos graxos insaturados podem ser classificados como monoinsaturados ou poliinsaturados ( dependendo do número de ligações duplas na cadeia de carbono da molécula de ácido graxo).). A maior parte da gordura no leite de vaca integral (cerca de 65%) é do tipo saturado. Cerca de 30 por cento é monoinsaturada e apenas cinco por cento poliinsaturada. Ácidos graxos saturados são associados com colesterol alto e doenças cardíacas.

Homem Com Doença Cardíaca
Homem Com Doença Cardíaca

Gorduras poliinsaturadas incluem ácidos graxos chamados de ácidos graxos ômega-6 e ômega-3 ( esses nomes se referem à posição da ligação dupla na cadeia de carbono da molécula de ácido graxo ). O leite contém o ácido linoléico de ácido graxo essencial ômega-6 e o ​​ácido linolênico de ácido graxo ômega-3. Estes são chamados ácidos graxos essenciais, porque eles são essenciais para a saúde, mas não podem ser feitos dentro do corpo e por isso devem ser obtidos a partir da dieta. Enquanto o leite contém ácido linoléico e ácido linolênico ( ambos com cadeias de 18 átomos de carbono ), o faz em níveis relativamente baixos.

Além dos ácidos graxos discutidos, há pequenas quantidades de fosfolipídios e outras gorduras presentes no leite, incluindo vitaminas lipossolúveis. Os minerais encontrados no leite de vaca incluem sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo e cloreto, zinco, ferro, selênio, iodo e vestígios de cobre e manganês. Vitaminas no leite de vaca incluem retinol, caroteno, vitamina E, tiamina, riboflavina, niacina, vitamina B6, vitamina B12, folato, pantotenato, biotina, vitamina C e vestígios de vitamina D. Porém, embora o leite de vaca contenha todos esses nutrientes, é importante notar que essas vitaminas estão contidas em níveis muito baixos. Além disso, o conteúdo mineral é tão desequilibrado com a bioquímica humana que é difícil para nós absorver as quantidades ótimas necessárias para a saúde.

Precisamos Consumir Leite de Vaca?

A percepção é crescente de que mudar nossa dieta pode ter um impacto enorme na saúde – para melhor ou para pior. Mas o que constitui alimento saudável, e insalubre, não é universalmente aceito e parece mudar semanalmente. O leite de vaca é vigorosamente defendido pela indústria de laticínios e eles conseguiram transformá-lo em um ícone nacional. Ai de alguém que desafia sua vaca sagrada. Não surpreendentemente, a controvérsia resultante é confusa. Por um lado, os consumidores são informados de que o leite é essencial para uma boa saúde dos ossos e, por outro, que causa alergias, doenças e enfermidades.

Claro que precisamos de cálcio para ossos e dentes, bem como coagulação do sangue, função muscular e regulação do ritmo do coração. Mas não importa o quão alto a indústria de laticínios grite, um crescente corpo de evidências levanta a questão: o leite de vaca é realmente a melhor fonte de cálcio? Certamente não é para a maioria das pessoas do mundo. Alegações de que os laticínios são melhores carregam fortes implicações do imperialismo cultural e simplesmente ignoram os 70% da população mundial que obtém cálcio de outras fontes, pessoas como os japoneses que tradicionalmente não consomem laticínios, mas têm uma saúde muito melhor do que os britânicos. Vivem consideravelmente mais tempo!

A Melhor Decisão é a sua Decisão

Menino Bebendo Leite Todo Sorridente
Menino Bebendo Leite Todo Sorridente

Dificilmente existe outra controvérsia na ciência da saúde mais controversa do que o papel do leite de vaca e de seus produtos em nossa dieta diária. Alguns se perguntam por que nos atreveríamos a questionar se há efeitos adversos à saúde. Para eles, o leite de vaca é o alimento mais perfeito da natureza. Ele constrói ossos e dentes fortes e é uma boa fonte de cálcio e proteína. Os alimentos que consumimos são de imensa importância para a nossa saúde e bem-estar. Mas é importante perceber que muitos dos alimentos que comemos estão fortemente ligados à nossa cultura e não a nossa pesquisa individual, séria e imparcial do que realmente nos alimenta sem nos prejudicar.

Não estamos te induzindo a rejeitar o leite, mas sim te convidando a pensar, ou melhor, a estudar o que consome. O leite é o primeiro alimento que consumimos, o leite materno da nossa mãe, se tivermos sorte, se não, então substitutos especialmente formulados à base de leite de vaca ou de soja são geralmente usados. No entanto, todos os outros mamíferos no planeta são desmamados em idade precoce, enquanto alguns seres humanos continuam a beber leite na idade adulta. Não só isso, nós bebemos o leite de outra espécie, algo que nenhum outro mamífero faz. Porque estamos tão convencidos de que o leite é uma espécie de alimento maravilhoso?

Veja também

Espécies De Cobras Em Florianópolis

As serpentes ou cobras, como são mais conhecidas aqui no Brasil, são animais pertencentes a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *