Home / Animais / Como Fazer Um Papagaio Gostar de Você?

Como Fazer Um Papagaio Gostar de Você?

Um papagaio é um dos animais mais inteligentes que você pode escolher como bichinho de estimação. Sendo esse o caso, você quer ter certeza de que seu papagaio saiba quem está no comando (que no caso deve ser  você, né?!), e saiba como se comportar de forma respeitável em situações sociais. A maioria dos papagaios nunca pode ser totalmente domesticada, sempre mantendo um pouco do seu lado selvagem. Mas com consistência e paciência, você e seu pássaro podem coexistir alegremente no mesmo “ninho”.

Tenha em mente também que alguns papagaios têm uma expectativa de vida muito longa, então as lições que você ensina agora farão a diferença entre viver com um animal agradável, semi-domesticado e uma ameaça voadora indestrutível e inacessível. 

A Preparação é Importante

Antes de iniciar qualquer rotina de treinamento, prepare-se com as ferramentas adequadas, mantendo sempre a mão coisas que pode precisar como guloseimas, como nozes ou frutas, que não fazem parte das refeições regulares do seu pássaro; algo como uma cavilha que você possa segurar na sua mão; uma pequena toalha de cor clara; um palito ou bastão pequeno; spray de maçã amarga para impedir que seu pássaro morda e mastigue objetos inadequados de sua residência e etc.

Assim como você, seu pássaro é um indivíduo com personalidade e preferências próprias. Alguns comandos levarão mais tempo para assimilar do que outros, e pode haver truques que seu papagaio simplesmente se recusará a fazer, não importa quão bom seja o tratamento oferecido. E assim como há momentos no dia em que sua mente está afiada, seu pássaro terá momentos em que é mais receptivo ao aprendizado e ao manuseio.

Preste atenção às dicas do seu pássaro e aprenda a reconhecê-las. Seu pássaro se sentirá mais seguro e confiante quando souber que não precisa se sentir ansioso. Mantenha as sessões de treinamento curtas e consistentes. Sessões de dez a quinze minutos espaçadas duas ou três vezes por dia devem ser suficientes.

Manuseando o Papagaio

Comece sempre com o mais simples. Deixe seu papagaio tocar ou segurar você. Sua postura é superior e não inferior ao pássaro. Procure então se manter acima dele para o papagaio reconhecer  instintivamente essa hierarquia e autoridade. Coloque o dedo contra o seio inferior do seu pássaro, logo acima de seus pés, e incentive o pássaro a pisar no dedo, com os comandos “para cima” ou “suba”. Se obedecer, recompense-o com palavras de incentivo, como “bom menino” ou algo semelhante. Tenha cuidado para não segurar o pássaro muito baixo ou ele pode tentar ganhar terreno mais alto subindo pelo seu braço, mas também não segure o pássaro muito alto. O nível adequado é na altura de seu peito.

Bombeiro Resgatando Papagaio em Cima do Telhado
Bombeiro Resgatando Papagaio em Cima do Telhado

Repita esses movimentos e comandos verbais toda vez que quiser que ele suba em suas mãos. Usando sua mão livre, coloque o dedo contra o seio inferior de seu papagaio, acima de seus pés, e diga “suba”. Faça isso várias vezes, sempre que possível, mantendo-se ciente do interesse do seu pássaro e terminando a sessão antes que o papagaio se incomode. Enquanto segurar o papagaio, use um dos dedos para acariciá-lo levemente e procure segurar ou levantar seus dedos. Isso irá acostumar o papagaio a ter os dedos dos pés tocados, tornando mais fácil recortes de unhas posteriormente.

Para treinar seu papagaio para voltar ao poleiro, pratique os mesmos movimentos ao contrário. Não coloque o seu papagaio na gaiola ou no poleiro de costas, mas vire-o de modo que fique de frente para o poleiro, e segure-o logo abaixo do poleiro para que ele tenha que subir no poleiro, e use igualmente termos de comando como “entre” ou “desça” . Quando o papagaio segue este pedido, certifique-se de dizer que é um “bom menino”. Você também pode oferecer algum tipo de mimo ou carinho após sessões de treinamento bem sucedidas.

Se hoje seu papagaio é jovem, lembre-se que se tornará um adulto. Portanto, não permita que ele se sente ou monte em seu ombro. Isso irá impor um mau hábito que certamente levará a uma lesão posterior. Os papagaios, não importa quão bem treinados, mordem quando ficam assustados, e você não vai querer que um papagaio assustado esteja perto do seu rosto numa situação dessas. Filhotes obviamente tem mordidas inofensivas ou menos prejudiciais, mas ele vai crescer. Não permita o mal costume.

Usando Guloseimas e Toalhas

As guloseimas não devem ser dadas indiscriminadamente. Reserve essa estratégia para quando o papagaio estiver fazendo algo que precisa ser encorajado. Evite a superalimentação. Coisas como frutas precisam ser cortadas em pedacinhos antes de alimentar seu filhote,  ou mesmo o adulto. A oferta de guloseimas deve ser com as pontas dos dedos voltadas para os lados e não de cima para baixo. Isto é para proteger seus dedos de mordidas acidentais, porque o papagaio pode confundir seu dedo. Você também pode equilibrar a guloseima na ponta dos dedos ao invés de segurar. 

Conseguir que seu papagaio se acostume a uma toalha é essencial, já que você precisará delas em várias situações, como para aliciar, medicar ou lidar com uma lesão. Você vai querer incluir o treinamento de toalha em suas sessões de treinamento regulares. Usando uma pequena toalha de cor clara (cores vivas podem assustar o seu pássaro), permita que o seu papagaio pise na toalha, talvez para comer um pequeno petisco que foi colocado nela.

 Uma vez que ele pareça acostumado com a toalha, pegue-a e enrole a ave por trás, tomando um cuidado especial para não pressionar o peito do pássaro com a toalha ou as mãos. (Os pássaros precisam ser irrestritos no peito, ou podem facilmente sufocar.) Segure os lados do pássaro apenas, de modo que ele não possa se contorcer do seu alcance e, usando a outra mão, coloque o dedo médio e o polegar em cada lado do corpo. pescoço, com o dedo indicador apoiado no topo da cabeça para manter a cabeça parada.

Desencoraje Comportamentos Agressivos

Os papagaios costumam usar seus bicos para se equilibrar, colocando seus bicos no objeto em que estão prestes a pisar.  Eles também gostam de provar coisas, incluindo a sua pele, então você pode achar que ele está mordiscando você, mas talvez apenas toque sua língua na sua pele. Você precisa saber distinguir. E evite reações muito nervosas nessas horas para não assustar a ave e minar a confiança da ave em relação a você.

Por outro lado, mordidas devem ser desencorajadas. Mas, em vez de gritar ou castigar o pássaro, tente manter a calma e a posição de mestre nesses momentos. Em vez disso, diga com firmeza “não”, coloque a mão, com a palma para fora, na frente do rosto e use um gesto de parada. Se ele estiver mordendo forte, tente um sopro de ar para soltá-lo e repita as palavras para reprimir.

Se o seu pássaro está se comportando de forma agressiva, batendo as asas, gritando, ou se levantando alto (para parecer grande e assustador), não o ignore ou fique de pé, mas fique perto e use palavras calmas até tranquilizá-los. Você nunca deve tentar segurá-lo quando ele estiver superexcitado. Para evitar que o papagaio morda e mastigue móveis ou persianas e coberturas, você pode usar um inibidor veterinário aprovado chamado spray de maçã amarga. Pulverize isso nos objetos que você pretende preservar do bico dele.

Ensiná-lo cedo o que é apropriado para morder e também dar a ele muita coisa para mastigar pode ajudar a manter seu bico ocupado. Você pode usar um pauzinho de madeira ou um bastão pequeno similar, colocando-o sempre ao alcance. Quando o ver mordendo a coisa certa, elogie-o por fazê-lo. Ele vai perceber rapidamente que morder aquilo pode.

A Comunicação Boa e a Ruim

Uma das coisas mais legais sobre ter um papagaio é ensiná-lo a “conversar”. A capacidade de falar do papagaio dependerá de uma série de coisas: com que antecedência você começa, a frequência do treinamento de fala e a capacidade ou temperamento individual do seu papagaio. Contudo, o processo é bem simples: repetição, repetição e repetição. Fale o que deseja que ele aprenda repetidamente. Ainda assim, isso não é garantia de que vai funcionar.

Não existe realmente uma maneira simples de desencorajar os gritos. É o que papagaios fazem, principalmente adultos. Ter uma cobertura de gaiola ou um pequeno cobertor à mão para cobrir a gaiola pode, muitas vezes, aquietá-lo um pouco.  Músicas também podem ser uma boa distração para um pássaro que grita. Mas nunca vá até o papagaio quando ele gritar, ou ele vai entender que esta é uma maneira eficaz de chamar sua atenção.

Uma observação importante: seu papagaio pode aprender repetir palavras que não são das mais adequadas. E lembre-se que ele sempre repetirá o que ele ouvir com muita frequência. Então, evite você falar esse tipo de coisa perto dele. Além disso, tenha em mente que a linguagem emocional é especialmente atraente para as aves. O papagaio de certa forma pode rir, chorar, tossir, espirrar… Enfim, repetir as reações que acostumar a ouvir repetidamente. Essas coisas e outras semelhantes podem até ser divertido às vezes, mas na maioria dos casos vai colocar você em constrangimento. Evitar ainda é o melhor conselho! 

Veja também

Animais em Extinção no Brasil

É fato que o Brasil muitas vezes é reconhecido no exterior por possuir a maior …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *