Home / Animais / Como Criar um Ganso de Estimação?

Como Criar um Ganso de Estimação?

Quando questionados sobre como criar um ganso de estimação, a maioria absoluta dos veterinários, zoologistas, ou simplesmente admiradores dessa espécie, são quase unânimes ao enumerarem as qualidades que um verdadeiro criador deve ter.

Entre eles, a consciência de que os gansos são animais que necessitam de um amplo espaço (de preferência com vegetação rasteira), atenção à sua característica de ser um animal que apega-se facilmente aos seus donos, além da observação de que se trata de descendentes de animais selvagens, e que, como tal, possuem hábitos e necessidades típicos dessa condição.

Ele deverá saber que, diferentemente do que se imagina, os gansos são extremamente sociáveis; habituados a uma vida em comunidade; não respondem muito bem a uma vida solitária e restrita e costumam fazer do lar onde vivem um território a ser protegido com “unhas e dentes.”

O fato de serem aves não significa que tenham as mesmas características de frangos, galos, galinhas, entre outras espécies semelhantes.

Definitivamente, eles não são como estes! Dificilmente eles aceitarão ser tratados com indiferença ou com agressividade. Eles não aceitam muito bem serem enxotados e, acreditem!, você não vai conseguir apanhá-lo e nem mesmo fugir dele, caso exagere nos maus tratos.

Na verdade você não vai conseguir esconder-se deles nunca, pois o comum é que eles siga-o, de forma bastante curiosa, e com características só deles, onde quer que você esteja, mesmo que há pouco estivessem distraídos com uma deliciosa refeição encontrada, por acaso, em meio à relva onde vivem.

Porque os Gansos Podem ser Criados Como Animais de Estimação?

Os gansos são animais naturalmente afetuosos. Apesar de não reagirem bem a maus tratos, quando são criados desde filhotes mostram-se extremamente carinhosos e afáveis.

E não é difícil perceber quando eles estão satisfeitos, pois costumam demonstrá-lo com pequenas bicadas inofensivas, ou mesmo tentando acomodar-se, jeitosamente (e às vezes não tão jeitosamente assim), ao lado dos seus donos.

Tal é a sua aptidão para o convívio, que em muitos países os criadouros estimulam os interessados a adquirir mais de um indivíduo, como forma de dar-lhes a sensação de uma convivência em bando.

Bando de Gansos Anda em 'Fila Indiana' na Alemanha
Bando de Gansos Anda em ‘Fila Indiana’ na Alemanha

Portanto, o hábito de adquirir um único indivíduo com o objetivo de torná-lo a sua companhia, talvez não seja algo tão recomendável assim.

Outra coisa, é que os gansos convivem bem com outras espécies de animais. Bovinos, equinos, caprinos, ovinos, entre outras espécies (inclusive de estimação), costumam conviver muito bem com eles, e, em alguns casos, até criam uma comovente parceria.

Ganso de Estimação Acariciando um Cachorro
Ganso de Estimação Acariciando um Cachorro

Até mesmo os cães — a despeito de terem estes lhes “roubado” a condição de principais guardiães de propriedades — convivem muito bem com essa espécie.

Enfim, criar um ganso como animal de estimação pode ser uma arte! Mas o que se pode garantir é que, respeitadas as suas características, e desde que sejam adquiridos ainda filhotes, eles podem, perfeitamente, tornarem-se membro de uma família. E poderão frequentar o ambiente interno da casa, exigindo apenas os mesmos cuidados que dispensariam a um cão ou mesmo a um gato.

Como Criar um Ganso de Estimação?

Por se tratar de um animal espaçoso e que facilmente estranha a presença de intrusos (e geralmente responder a essa presença com muito barulho), o recomendado é que eles tenham um espaço só seu, reservado e amplo — em um quintal, por exemplo —, como uma espécie de poleiro semelhante àqueles utilizados por galinhas, galos, frangos, entre outras aves.

É por isso que a criação desse tipo de animal em residências com pouco espaço não é tão recomendada. O ideal mesmo é que ele tenha uma boa área com gramínea, onde possa, inclusive, por em prática as suas incríveis habilidades como aparador de gramas e exterminador das mais diversas pragas naturais desse tipo de ambiente.

Os gansos, como se sabe, são animais essencialmente aquáticos. Por isso, um tanque considerável, com água limpa, ou melhor ainda, um pequeno lago onde ele possa exibir naturalmente as suas habilidades ancestrais, são providências extremamente bem vindas.

Isso, é claro, se você é um daqueles que desejam, não apenas criar um ganso como animal de estimação, mas também sentir o prazer de ver um ser vivo feliz e satisfeito.

Foto de Casal com Seus Gansos de Estimação
Foto de Casal com Seus Gansos de Estimação

Completam as suas necessidades básicas, um local coberto onde ele possa, obviamente, proteger-se das intempéries. E o ideal é que ele tenha pelo menos 1m de largura x 1m de comprimento x 1,5m de altura.

E no mais, a dica é avaliar, cuidadosamente, a sua real necessidade (ou possibilidade) de criar um ganso como animal de estimação.

Pois, apesar de exigirem poucos cuidados, eles são animais extremamente sensíveis à solidão, apegam-se para sempre aos seus donos, precisam de espaço e água em abundância — sem contar o fato de que a sua expectativa de vida varia entre 17 e 20 anos.

Logo, é possível que você não possa acompanhá-los em toda a sua trajetória de vida. E, obviamente, não vai querer que o seu futuro esteja nas mãos de quem não poderá dispensar o mesmo amor e carinho que você lhes ofereceu enquanto esteve em sua companhia.

Cuidados Com os Gansos de Estimação

Apesar de concordarmos com o fato de que não há como criar um ganso de estimação sem ter o espaço necessário que tal espécie exige, não é nenhum crime a criação desses animais em ambientes limitados — como o dos apartamentos, por exemplo.

Só o que os especialistas recomendam é a observação de cuidados como: alimentação compatível com a espécie, a higiene constante do espaço onde ele vive, vacinação em dia, entre outras preocupações que, na verdade, são próprias de quem quer que possua um animal de estimação.

Cuidados Com o Ganso de Estimação
Cuidados Com o Ganso de Estimação

Não é possível negar o aumento considerável da procura por animais exóticos, em substituição aos tradicionais companheiros dos humanos, como os cães, gatos e aves.

No entanto, é importante saber que a aquisição desse tipo de animal deverá, necessariamente, atender a algumas regras e particularidades, que são típicas de uma operação que envolve animais silvestres.

E mais uma vez não custa lembrar também que a aquisição de determinadas espécies (que podem viver até várias décadas) pode ser uma decisão para toda a vida. Portanto, será importante, também, avaliar se o animal realmente estará melhor na sua companhia.

Deixe as suas considerações sobre esse artigo, em forma de um comentário, logo abaixo.

Veja também

Escorpião Preto Andando em Terras Asiáticas

Habitat do Escorpião Preto: Onde eles Vivem?

Os escorpiões, ao mesmo tempo que parecem ser animais assustadores, são seres fascinantes também. Obviamente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *