Home / Animais / Como a Foca Se Locomove

Como a Foca Se Locomove

Imagine uma bola de basquete… Agora imagine uma lagarta… Agora imagine uma lagarta se movimentando tão rápido que seu corpo chega a pulular, como bola de basquete em movimento… Assim é a foca.

A Constituição Física

Uma foca tem em média cerca de 1,4 a 2,0 m e 70 a 170 kg no caso de machos; e em média cerca de 1,2 a 1,7 m e 50 a 150 kg no caso de fêmeas. As focas têm um corpo arredondado e fusiforme, o que significa que é arredondado no meio e cônico nas extremidades.

Nessas extremidades, os membros são modificados em focas. Nas focas, as nadadeiras peitorais têm todos os principais elementos esqueléticos dos membros anteriores dos mamíferos terrestres, mas são encurtados e modificados.

As barbatanas de uma foca geralmente são curtas e com membranas. Cada nadadeira tem cinco articulações de igual comprimento e com garras perceptíveis. As garras são rombas e medem cerca de 2,5 a 5 cm que as focas usam para arranhar, arrumar e defender, etc.

As dianteiras ​​não são tão largas quanto as nadadeiras traseiras e têm menos resistência ao fluxo de água. A primeira e a quinta articulação das nadadeiras são longas e robustas; as articulações do meio são mais curtas e mais finas. E como nos mamíferos terrestres, também são cinco articulações ósseas.

As articulações das nadadeiras traseiras são palmadas. Quando uma foca estende suas nadadeiras traseiras, as nadadeiras parecem grandes leques. Semelhantes as dianteiras, as nadadeiras traseiras têm garras e são cobertos com pêlos. As focas movimentam as nadadeiras traseiras de um lado para o outro para se impulsionarem na água. As nadadeiras traseiras também funcionam como um leme.

Como a Foca se Locomove

Ao contrário de um leão marinho, uma foca não pode girar suas nadadeiras traseiras embaixo da cintura pélvica. Quando em terra, uma foca se move saltando semelhante a uma lagarta em movimento, mas com uma peculiaridade única.

As focas têm que “ungular” seus corpos para produzir movimento para a frente. Quando elas estão se movendo rapidamente na terra, eles se parecem com uma bola de basquete sendo driblada ou quando vista em câmera lenta, um balão de água que está prestes a estourar depois de cair.

As focas têm ombros grandes e robustos que suportam nadadeiras frontais igualmente fortes. Precisam deles para remar na água, mas eles também usam essas nadadeiras para atravessar a terra ou o gelo. Podem até engajar suas caudas, que são realmente nadadeiras traseiras, como pernas, içando-as para frente sob seus corpos em um movimento contínuo.

As focas não são tão hábeis pra andar em terra, já que suas caudas são mais adaptadas para nadar. Como na água, elas ondulam seus quartos traseiros em terra. Elas também colocam o corpo para cima com as nadadeiras para cobrir o chão surpreendentemente rápido. Focas que habitam no gelo têm garras mais longas que as ajudam a segurar superfícies escorregadias.

Porque vem a Terra

Basicamente para descansar, acasalar ou cuidar de filhotes. Ao contrário das baleias, focas não desenvolveram a capacidade de acasalar e dar à luz no mar. Focas carregam seus filhotes em terra. E encontrar um bom lugar para dar à luz e criar filhos não é tão fácil.

O local deve ser liso e arenoso e protegido de ondas grandes, o fundo do mar que leva até ali deve ser inclinado para facilitar a navegação. Ele também deve estar seguro de predadores terrestres em uma ilha que não tenha tal predador ou em uma área protegida por penhascos íngremes. Lugares que comportam todas essas condições são poucos e distantes entre si, e é por isso que muitas vezes centenas ou milhares de focas se reúnem em locais onde eles existem.

A maioria das focas se reproduz no gelo, e não na terra. Há sempre muito gelo ao redor e não é necessário aglomerar-se em um só lugar. As focas acasalam na água. A cópula ocorre logo abaixo da água e geralmente dura mais de uma hora. Grupos de machos esperam que a fêmea entre na água e tente nadar até o mar. As fêmeas chegam à praia uma semana ou duas depois dos machos.

Elas estão grávidas de jovens concebidos um ano antes. Dentro de alguns dias elas dão à luz. Logo em seguida, tornam-se sexualmente receptivas novamente e são atacados por um macho dominante. Depois ela vai para o mar e se alimenta e retorna de vez em quando para amamentar seu filhote. Cada fêmea com maturidade sexual dá à luz um filhote a cada estação.

A Vida do Filhote em Terra

As fêmeas não engravidam imediatamente. O óvulo fertilizado permanece dormente por três meses antes do início do desenvolvimento. O período de gestação é de nove meses. Desta forma, as focas fêmeas podem sincronizar o acasalamento com o parto, liberando tanto os machos quanto as fêmeas para passar o resto do ano no mar, empanturrando-se. As fêmeas ficam perto da colônia onde amamentam seus filhotes.

A área onde as fêmeas dão à luz seus filhotes é muito específica. Alguns produzem filhotes a dez metros do mesmo ponto ano após ano, o que muitas vezes é onde eles mesmos nasceram. Normalmente, apenas um filhote nasce, provavelmente porque os filhotes devem ser razoavelmente grandes para sobreviver nos oceanos frios. A maioria das focas pode nadar no dia em que nascem.

Depois que os filhotes nascem, as mães passam boa parte do tempo no mar alimentando-se para se sustentar e produzir leite suficiente para os filhotes. As focas-mãe que retornam da pesca podem dizer a seus filhotes entre as centenas de outras pelo cheiro.

O leite da foca tem 61% de gordura, com cerca de 1.400 calorias em um copo de 100 ml. Filhotes de focas amamentam por apenas quatro dias, mas ganham 45 libras nesse período e constroem uma camada de gordura para proteção na água fria.

Após cerca de dois ou três meses em terra, os jovens aprendem a nadar com suas mães. A mãe aconchega seus filhotes na água e os deixa lutar até que se esgotem e, em seguida, coloca a barbatana debaixo deles e os deixa descansar. Após cerca de duas semanas, os filhotes aprendem a nadar. Depois disso as mães ensinam como caçar.

No final do verão, os filhotes partem com suas mães e os touros seguem seu próprio caminho. Em média, um em cada quatro focas nascidas morre. Às vezes eles morrem de fome quando sua mãe é morta por um predador. Eles também morrem depois de nascer prematuramente ou pisoteados até a morte.

Veja também

Espécies De Cobras Em Florianópolis

As serpentes ou cobras, como são mais conhecidas aqui no Brasil, são animais pertencentes a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *