Home / Animais / Cobras Brancas e Pretas Brasileiras

Cobras Brancas e Pretas Brasileiras

Existem diversas espécies de cobras brasileiras que estão concentradas principalmente nos interiores do Brasil ou em cidade que são cercadas por florestas do nosso bioma. Cada cobra é única em suas devidas características sejam físicas ou de hábitos. E algumas delas se distinguem das demais por apresentarem colorações diferentes.

Apesar de não parecer, cobras com cor branca e preta não costumam ser muito populares e comuns, por isso trouxemos algumas cobras com essa coloração que sejam brasileiras para vocês saberem mais sobre cada uma delas.

Cobra-Preta Muçurana

Com o corpo totalmente com a coloração preta, a Boiruna maculata é conhecida como cobra-do-bem ou somente muçurana. Ela é uma serpente ofiófaga, ou seja, que se alimenta de outras serpentes peçonhentas. Além de serpentes sua nutrição é a feita a partir de lagartos, aves e pequenos mamíferos.

Uma Muçurana pode chegar até 2,50 metros de comprimento e é mais comum em cidades do interior do Brasil. Quando filhote, seu corpo é todo rosado enquanto a cabeça é preta e branca. Depois ao chegar na fase adulta, fica completamente preta e branca.

A muçurana foi de grande ajuda para a medicina, pois a partir dela se deu o estudo por Vital Brasil sobre o soro antiofídico (contra veneno de cobra). Vital Brasil desenvolveu o soro que hoje é utilizado no mundo inteiro.
Apesar dessa cobra possuir veneno, dificilmente há casos de mordidas em seres humanos, pois mesmo quando são atacadas, raramente mordem. Porém é sempre bom manter cuidado, já que as mesmas são bem ágeis e fortes.

Cobra-Preta Boiúna

Cobra-Preta Boiúna
Cobra-Preta Boiúna

Seu nome científico é Pseudoboa nigra, mas ficou mais conhecida como boiaçu ou até mesmo cobra-grande. Seu nome se dá pela junção mboi que significa “cobra” e una “negra”. Apesar de somente chegar até 1,2 metros de comprimento, a cobra ficou extremamente conhecida nos mitos amazônicos.

Nesses mitos, a cobra era muito antiga e tinha poderes cosmogônicos, que basicamente explicava a origem de todos os animais e do dia e noite.
Algumas pessoas chegaram a relatar o medo que a população indígena tinha só de ouvir o nome da feroz cobra-grande. São dos mais diversos tipos os contos, incluindo o famoso das gestantes. A história é que a gestante ou já mãe ao dormir, aparecia uma serpente que colocava sua cauda na boca da criança para que ela não chorasse e bebia o leite dos seios da mãe. E essa era a antiga explicação dada de porque a cobra-grande tinha as manchas brancas em seu corpo.

A cobra é da família Colubridae e é normalmente encontra na Caatinga. Sua alimentação é basicamente de lagartos. Quando jovem, somente sua cabeça fica na coloração preta e branca, enquanto o resto do seu corpo contém um tom avermelhado. Ao chegar na fase adulta, a boiúna fica predominantemente da cor preta com algumas manchas brancas pelo corpo.

Cobras Albinas

As cobras albinas costumam parecer um fantasma, pois são extremamente brancas e com olhos vermelhos. Como acontece nos seres humanos, o albinismo é uma anomalia genética que faz com que o corpo não produza quantidades normais de melanina (que dá a pigmentação da pele).
Nas serpentes o albinismo pode ser manifestado de vários jeitos e cores diferentes. Algumas são extremamente brancas, outras possuem uma coloração mais amarelada e pálida.

Há também as cobras Leucísticas que não são exatamente albinas, pois além de melanina, nascem sem vários tipos de pigmentação. Seus olhos também a diferenciam das demais, pois, a cor deles são de um preto bem vibrante. Lembrando que qualquer espécie de cobras pode ter essa anomalia, então não há como distinguir se ela é venenosa ou não. Apesar disso, a maioria das cobras que possuem essa anomalia foram criadas em laboratório, mas não é impossível encontra-las por aí.

Coral-Verdadeira

As cobras Coral são muito famosas no Brasil. Especialmente pelo fato de existir a verdadeira e a falsa. Enquanto a falsa não tem veneno, a verdadeira sim e o mesmo é fatal se não for imediatamente tratado. O veneno da Coral verdadeira é extremamente poderoso e ela é considerada uma das cobras mais perigosas brasileiras. As diferenças físicas são poucas e complicadas para apresentar, mas em especial o que muda são seus dentes. Outra diferença é suas reações quando encurraladas: a falsa foge, a verdadeira fica.
Já que é tão difícil distinguir, é preferível se afastar de qualquer uma que tenha o porte de uma Coral.

A Micrurus mipartitus é bicolor e pode chegar até 1,2 metros de comprimento. Ela é encontrada principalmente nos estados de Roraima e Amazonas devido a vegetação desses lugares. Há também muitos casos de Coral falsas e verdadeiras no Pará.

A cobra Coral tem a mesma coloração quando jovem e adulta, com a cabeça preta e a nuca laranja. Enquanto o resto do seu corpo se caracteriza pelos anéis pretos alternados com os brancos. Ela se alimenta de outras cobras, desde que não sejam cascavéis, e peixes.

Quando Avistar uma Cobra Branca e/ou Preta

De acordo com o que foi mostrado anteriormente, é muito difícil reconhecer que tipo de cobra você está lidando só ao olhar para a mesma, caso você não seja um biólogo ou especialista nisso.

Por isso é de extrema importância que ao avistar uma cobra você se mantenha calmo e saia de perto lentamente tentando fazer o menor barulho possível, pois algumas serpentes são extremamente ágeis e um simples ataque pode ser fatal.

Como Evitar Cobras em sua Casa

Se você vive em lugares propícios a cobras como as que citamos, é imprescindível que sua casa se torne um lugar onde esses animais não vão querer entrar.

Manter um quintal limpo e sem nenhum tipo de tralha talvez seja a dica mais importante, além de cobras você evita diversos outros intrusos. Também é recomendável fechar buracos de esgoto e evitar plantas altas, pois algumas cobras costumam morar nesses tipos de lugares.

Evitando ao máximo essas cobras, é possível que elas possam viver tranquilamente em seus habitats naturais sem incomodar ou serem incomodadas por intrusos como nós.

 

Veja também

Queimadura de Piolho de Cobra

A Lei da Selva Desde de que a vida surgiu no planeta Terra, há 3,5 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *