Home / Animais / Animais da Caatinga e suas Características

Animais da Caatinga e suas Características

A Caatinga não é apenas uma bioma brasileiro. Ela é, para muitos, O Grande Bioma Brasileiro! – tal a sua característica de ser único no mundo, com variedades de animais e vegetais que só existem no Brasil.

Lá existem espécies não encontradas em nenhuma outra parte do planeta; são animais com características típicas do clima da Caatinga.

São cerca de 850.000km2 (10% do teritório brasileiro), que estende-se por estados como: Bahia, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Maranhão, Alagoas, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, além de trechos de Minas Gerais.

Na verdade, a Caatinga pode ser considerada um fenômeno, pois trata-se da região mais seca e agreste do Brasil, com baixíssima incidência de chuvas (não mais do que 600mm/ano, contra os 1800mm do litoral), mas que, no entanto, abriga um riquíssimo e vasto ecossistema.

Uma exuberância!, que compreende algumas espécies de animais e plantas não encontradas em nenhuma outra parte do globo, como algumas variedades de cactos, bromélias, palmas, xiquexiques, mandacarus, umbuzeiros, além de espécies animais como a patativa, o periquito-da-caatinga, a jacucaca, entre outras variedades endêmicas da região.

Mas o objetivo desse artigo é fazer uma lista com alguns dos principais animais da Caatinga e as suas características. Características que, em alguns casos, tornam essas espécies seres quase míticos e sagrados para boa parte daquela população.

1.Veado-Catingueiro

Ele pode ser o virá, o guaçutinga, o guaçubirá, o veado-virá, mas o certo é que o Veado-catingueiro é um dos grandes símbolos desse imenso bioma da Caatinga.

Ele não é endêmico da região; na verdade ele um cervídeo bastante comum em outros países da América do Sul; mas, no entanto, dentro do Brasil, acredita-se que há um tipo específico só encontrado mesmo nessas distantes paragens da Caatinga.

Eles possuem um pequeno porte (entre 10 e 24kg e não mais do que 1m de comprimento) e hábitos solitários; e ainda figuram na lista da União Internacional para a Conservação da Natureza como “Pouco Preocupante”, apesar de também exigirem atenção com relação à sua caça predatória.

2.Tatupeba

O Tatupeba também é outro animal típico da Caatinga, cuja principal característica é a de possuir uma carapaça que é quase uma armadura, capaz de torná-los inacessíveis a alguns tipos de predadores.

O seu nome, Tatupeba ou Tatu-peba, é de origem tupi, e significa tatu (ta’tu) + pewa (chato), em referência ao formato do seu corpo: chato e com uma cabeça pontuda.

O Epphractus sexcinctus possui uma coloração entre o castanho e o amarelo, uma relativa quantidade de pelos, poderosas garras nos dedos (que os tornam excelentes escavadores), além de medirem entre 50 e 90cm e pesarem entre 3,1 e 6,4kg.

Apesar de ser constantemente caçado, devido à qualidade da sua carne (e como retaliação de agricultores prejudicados pelo seu assédio), os tatupebas não estão ameaçados de extinção.

3.Asa-Branca

A asa-branca é aquela mesma! Tema de uma composição do cearense Humberto Teixeira e imortalizada na voz do saudoso Luiz Gonzaga.

Ela também é um animal característico da Caatinga, apesar de poder ser encontrada em trechos do Cerrado, bordas de florestas, campos abertos, entre outras regiões brasileiras.

Um exemplar de asa-branca geralmente mede 33cm (machos) e 30cm (fêmeas). Elas também possuem uma coloração acinzentada (com listras brancas) nas asas, uma espécie de círculo avermelhado ao redor dos olhos, pescoço com uma coloração cinza e azul, entre outras características.

4.Sagui-de-Tufos-Brancos

Esse é o Callithrix jacchus, famosos pela sagacidade (que costuma humilhar os que se dizem mais espertos) e por conviverem em bandos, geralmente liderados por uma fêmea com idade avançada.

Os Saguis-de-tufos-brancos são primatas de pequeno porte (entre 350 e 440g), que possuem pelos brancos (com “tufos” da mesma cor nas orelhas), cauda bastante longa (maior do que o próprio corpo), cerca de 36cm de altura, além de ser uma das espécies de macacos mais populares do Brasil.

Ele é um animal típico da Caatinga, mas que, graças à facilidade de adaptação, hoje frequenta praticamente todos os estados brasileiros.

5.Urubu-Rei

O Urubu-rei ou urubu-rubixá, urubu-branco, urubutinga, urubu-real, entre outras denominações, é simplesmente a maior espécie do gênero Sarcoramphus (o gênero dos urubus) existente no Brasil.

É uma animal típico da Caatinga, com a característica de ser uma espécie de líder entre os membros da sua comunidade.

Esse apelido de “Rei” é devido à sua característica de ter a primazia na hora de saborear a carniça. É ele quem deve banquetear-se primeiro, enquanto os seus súditos, em posição de reverência, devem simplesmente esperar que ele abra caminho, para que possam, enfim, alimentarem-se com o que sobrou.

Os Urubus-reis geralmente medem entre 70 e 80cm, pesam entre 3 e 3,6kg – mas com as asas abertas chegam aos assustadores 1,82m.

Eles geralmente apresentam a parte superior da plumagem branca, com extremidades e caudas pretas; são desprovidos de penas no pescoço (em tom alaranjado e azul); possuem íris clara, entre outras características.

6.Jacu Verdadeiro (Jacucaca)

Aqui temos uma das espécies da família Cracidae. Ela é uma ave endêmica da Caatinga, especialmente de trechos da Bahia, Ceará e Paraíba.

Seu habitat preferido são as regiões áridas e semiáridas, com um clima agreste e ambiente desolado, onde elas percorrem florestas secas, matas fechadas, florestas tropicais úmidas, além de regiões que limitam a Caatinga do Cerrado.

Elas já foram bastante comuns em Pernambuco, Maranhão, Alagoas e Minas Gerais, mas nessas regiões o progresso acabou por levá-las à extinção.

Onde ainda existem, essas aves são consideradas “espécies em risco de extinção” ou “vulneráveis”, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), graças ao hábito (quase cultural) da população local de caçá-las para fins de alimentação e/ou domesticação.

As principais características desse animal símbolo da Caatinga, são: comprimento entre 64 e 72cm; plumagem em tons castanhos, com algumas variações de preto e branco; fronte de cor preta; além de não apresentarem grandes diferenças entre machos e fêmeas.

Atualmente, a Jacucaca é uma das espécies contempladas pelo Plano de Ação Nacional para a Conservação das Aves da Caatinga (PAN Aves da Caatinga) do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

Tal programa tem como objetivo preservar ou recuperar o seu habitat natural, além de conscientizar a população sobre a importância de garantir a sua sobrevivência para as gerações futuras.

Caso queira, diga-nos o que achou desse artigo. E não deixe de compartilhar as informações do blog.

Veja também

Como Eliminar Escorpiões? Armadilhas Para Escorpiões

Habitantes de desertos, savanas ou florestas, às vezes até hospedeiros de nossas casas, símbolos mitológicos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *