Home / Animais / Águia Americana Tamanho

Águia Americana Tamanho

O que mais falar sobre águias americanas que já não foi dito aqui, não é? Você já encontra muita informação sobre elas em nosso blog, incluindo temas sobre curiosidades e temas descrevendo suas características, incluindo seu tamanho. Falar sobre isso de novo parece uma redundância mas vamos tentar recapitular pontos interessantes e impressionantes nesse artigo.

Espécies de Águia Americana

Existem duas subespécies de águias americanas. A águia americana “do sul”, haliaeetus leucocephalus leucocephalus, é encontrada nos Estados do Golfo do Texas e da Baixa Califórnia até a Carolina do Sul e a Flórida, ao sul de 40 graus de latitude norte. A águia americana “do norte”, haliaeetus leucocephalus alascanus, encontra-se ao norte de 40 graus de latitude norte em todo o continente. O maior número de águias americanas do norte estão no Noroeste, especialmente no Alasca.

A águia americana “do norte” é ligeiramente maior que a águia americana “do sul”. Estudos mostraram que as águias “do norte” voam para os estados do sul e para o México, e as águias “do sul” voam para o norte, para o Canadá. Devido a estes achados, as subespécies de águias “do norte” e “do sul” foram descontinuadas na literatura recente.

Águia Americana Tamanho

Águia Americana Dentro de Um Zoológico
Águia Americana Dentro de Um Zoológico

O comprimento do corpo de uma águia careca varia de 90 a 95 centímetros, com uma envergadura de dois metros a dois metros e meio. A menor águia careca macho tem um comprimento de corpo de 75 a 86 centímetros, com uma envergadura variando de 1,80 a 2,15 metros. O peso médio de uma águia é de dez a quatorze quilos. Aves do norte são significativamente maiores que seus parentes do sul.

Curiosidades nas Características Físicas

O poder de levantamento de uma águia careca é de cerca de dois quilos em média mas geralmente elas não costumam caçar e capturar suas próprias presas, mas elas vão fazer uso de fontes de alimento disponíveis. Águias americanas vão aproveitar inclusive a carniça (carne morta e em decomposição). Especialmente essa característica a desmereceu muito perante o conceito do prepotente homem americano tradicional.

O olho de uma águia é quase tão grande quanto o de um humano, mas sua nitidez é pelo menos quatro vezes maior que a de uma pessoa com visão perfeita.

A vocalização das águias americanas é comumente descrita como estridente, mas nada imponente. Interessante, no entanto, é que águias não têm cordas vocais. O som é produzido na siringe, uma câmara óssea localizada onde a traqueia se divide para ir aos pulmões. As chamadas de águia americana podem ser uma maneira de reforçar o vínculo entre o macho e a fêmea, e para alertar outras águias e predadores de que uma área é defendida.

A temperatura corporal de uma águia americana gira em torno de 41 graus celsius, mas elas não suam. Usam outros métodos de resfriamento corporal, como empoleirar-se em sombras, ofegar ou segurar suas asas longe de seu corpo. Já para lidar com o frio, águia americanas são tolerantes porque a pele delas são protegida por penas alinhadas. Seus pés são resistentes ao frio, consistindo principalmente de tendão. O exterior da conta é principalmente material não vivo, com pouco suprimento de sangue.

Águia Americana Voando
Águia Americana Voando

O gancho na ponta do bico é usado para rasgar. Atrás do gancho, a mandíbula superior, a borda afiada o suficiente para cortar a pele dura, bate sobre a parte inferior, criando um efeito de tesoura. O bico de uma águia americana é uma arma forte, mas também é delicada o suficiente para preparar as penas de um companheiro ou alimentar em pequena porção de alimento um filhote recém-nascido. O bico de uma águia fêmea é mais profundo (distância do topo ao queixo) do que o bico de um macho. O bico e as garras crescem continuamente, porque são feitos de queratina, a mesma substância que nossos cabelos e unhas.

Bico da Águia Americana
Bico da Águia Americana

E há os talons, ferramentas importantes para caça e defesa. Águias matam suas presas penetrando sua carne com suas garras. Águias podem abrir e fechar suas garras à vontade. Se uma águia é arrastada para a água por um peixe grande demais para a águia levantar, é porque a águia se recusa a soltá-la. Mas na maioria desses casos, essa teimosia da águia é devido à fome mesmo.

Curiosidades nas Características Aerodinâmicas

Para ajudá-los a voar, as águias usam térmicas que estão subindo correntes de ar quente e correntes de ar geradas por terrenos como bordas de vales ou encostas de montanhas. A subida é conseguida com muito pouca oscilação de asas, permitindo-lhes conservar energia. As águias podem voar a uma altitude de 10.000 pés. Durante o vôo nivelado, uma águia americana pode atingir velocidades de 30 a 35 mph.

As asas de uma águia são longas e largas, tornando-as eficazes para a subida. Para ajudar a reduzir a turbulência à medida que o ar passa pela extremidade da asa, as pontas das penas no final das asas são afuniladas de forma que quando a águia estende totalmente suas asas, as pontas são amplamente separadas.

Águias americanas têm 7.000 penas. Penas de águia são leves, mas extremamente fortes, ocas, mas altamente flexíveis. Elas protegem o pássaro do frio e do calor do sol, aprisionando camadas de ar. Para manter sua temperatura corporal, uma águia simplesmente muda a posição de suas penas. Enquanto uma águia se bronzeia em uma manhã fria, ela agita e gira suas penas, de modo que as bolsas de ar sejam abertas para o ar ou unidas para reduzir o efeito isolante. As penas também fornecem proteção e impermeabilização e são cruciais para o vôo.

A cauda é muito importante para o vôo e manobras. Enquanto a águia americana está subindo ou planando em vôo, as penas da cauda são espalhadas para atingir a maior área de superfície e aumentar o efeito de térmicas e up-draft. A cauda também ajuda a frear a águia ao aterrissar e auxilia na estabilização durante um mergulho controlado ou em direção a uma presa. A força das penas e dos folículos que seguram as penas é bastante impressionante enquanto observa a cauda se mover para frente e para trás e para cima e para baixo durante as manobras.

A estrutura de penas possibilita a flexibilidade. Penas sobrepostas podem formar uma cobertura densa, que as aves podem abrir ou fechar à vontade. A águia careca tem várias camadas de penas, cada uma servindo uma função diferente. Sob a camada externa de penas há uma camada interna de penas baixas ou menores. O entrelaçamento de penas é um design surpreendente da natureza.

Aves incham suas penas por vários motivos. Eles os incham enquanto se arrumam, para isolar-se em mudanças de temperatura, quando estão relaxados, para parecer maior quando ameaçado e quando estão doentes. As penas permitem que as águias vivam em ambientes extremamente frios. Águias não precisam migrar para áreas mais quentes a cada ano para atender aos requisitos de temperatura. Águias que migram o fazem para adquirir suprimentos alimentares disponíveis.

As águias mudam em manchas, demorando quase meio ano para substituir as penas, começando com a cabeça e trabalhando para baixo. Nem todas as penas são substituídas em uma dada muda. Acredita-se que uma pena solitária de águia transmite grande poder. Os índios norte-americanos incorporaram as primárias e as penas da cauda de águia em suas cerimônias e lendas.

As águias têm uma narina externa em ambos os lados do bico. Uma águia nunca atinge velocidades que possam interferir com a respiração normal. Os pulmões de uma águia e o sistema de bolsas de ar são adequados para seu tamanho. O ar entra nos pulmões e entra nos sacos aéreos antes de voltar aos pulmões e sair novamente. O ar passa pelos pulmões duas vezes a cada ciclo de respiração, o dobro do dos mamíferos.

Veja também

Escorpião Preto Andando em Terras Asiáticas

Habitat do Escorpião Preto: Onde eles Vivem?

Os escorpiões, ao mesmo tempo que parecem ser animais assustadores, são seres fascinantes também. Obviamente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *