Home / Animais / Águia Americana Curiosidades

Águia Americana Curiosidades

Esta majestosa ave é única na América do Norte. Com exceção do Havaí, as águias americanas são encontradas em todos os distritos dos EUA e do Canadá. Elas se tornaram o símbolo nacional em 1782 e têm sido um símbolo espiritual para os povos nativos desde muito antes disso.

De Careca não Tem Nada

Um dos nomes populares pela qual a águia americana é conhecida é ‘águia careca’. Porque não sei porque de careca ela não tem nada. Suas cabeças têm uma plumagem branca brilhante que contrasta com suas penas escuras. Talvez à distância isso possa até aparentar uma careca. Mas as jovens águias americanas têm principalmente cabeças castanhas. De fato, durante os primeiros quatro ou cinco anos de suas vidas, eles se movem através de uma série complicada de diferentes padrões de plumagem. No segundo ano de vida, por exemplo, elas têm barrigas brancas.

O Grito da Águia é Dublado?

É uma cena que você provavelmente já viu inúmeras vezes em filmes e na TV: uma águia sobrevoa e emite um grito áspero e penetrante. É um símbolo clássico de deserto e aventura. O único problema? As águias não fazem esse som. Em vez disso, eles emitem uma espécie de riso agudo ou um grito fraco. Esses ruídos são tão inexpressivos que os editores de som de Hollywood costumam dublar os sons da águia careca com sons muito mais impressionantes: os gritos terríveis de um pássaro menor, o búteo de cauda vermelha ou mioto da Jamaica.

Não São Caçadoras Impiedosas

Imagine uma majestosa águia americana mergulhando sobre um lago e pegando um peixe com suas poderosas garras. Sim, as águias comem muito peixe, mas nem sempre os pegam. Eles aperfeiçoaram a arte de roubar peixes de gaivotas e outras aves do mar, tal qual fazem as primas águias marinhas, perseguindo os verdadeiros caçadores até conseguir tomar suas presas deles. Ladronas! As águias americanas também comem lanche de gaivotas, patos, coelhos, caranguejos, anfíbios e muitos mais. Eles vão vasculhar lixeiras, se alimentar de resíduos de plantas de processamento de peixe e até mesmo se empanturrar de carniça (animais mortos, em decomposição). 

Diz-se que essa postura da águia americana era considerada por demais indigna pelo presidente Franklin Roosevelt e, por isso, ele quis pôr outra ave como símbolo dos Estados Unidos. O presidente só não teve sucesso porque ele vacilou na hora de escolher a outra ave. Ele queria colocar o peru! Acabou perdendo fórum,né?!

São Eternos Namorados e Espaçosos

Podem até ser ladrona, carniceiras e catadora de lixo, mas uma coisa encantadora essas águias americanas tem. São românticas, e fiéis, e muito família. Águias americanas tendem a emparelhar por toda a vida. Depois de encontrar uma parceira, será ela por toda a sua vida. E ainda compartilham os deveres parentais. Se tiverem filhotes, o macho reveza com a fêmea na incubação dos ovos e nos cuidados iniciais do filhote, inclusive dando de comer também. Que fofo! 

E por falar em família, águia americana é exigente quanto a casa onde irão morar. Constroem enormes ninhos no alto das copas das árvores. O macho e a fêmea trabalham juntos no ninho, e esse tempo de qualidade ajuda-os a consolidar sua ligação vitalícia. Seus berçários acolhedores consistem em um quadro de paus forrados com coisas mais suaves, como grama e penas. Se o ninho lhes servir bem durante a época de reprodução, eles continuarão a usá-lo ano após ano. E, como todos os proprietários, eles não podem resistir ao pensamento de renovar e adicionar à sua morada. Todos os anos, eles vão enfeitá-lo com novo material, ampliando a casa mais algumas dezenas de centímetros.

Em média, os ninhos de águias sessenta centímetros ou o dobro de profundidade e cerca de um metro e meio de largura. Mas existe registrado o caso de um casal de águias na Flórida que chegou a ganhar o recorde mundial do Guinness pelo tamanho de seu ninho. A casa desse casal espaçoso media mais de seis metros de profundidade e quase três metros de largura. O ninho pesava mais de duas toneladas. 

As Fêmeas Depois que Casam Engordam

Isso é uma lenda urbana, aliás, isso é uma piada maldosa e de mal gosto. Surgiu porque  em muitas espécies de animais, os machos são geralmente maiores que as fêmeas. Gorilas machos, por exemplo, superam suas contrapartes femininas. Mas para a maioria das aves de rapina, é o oposto. As águias americanas pesam cerca de 25% menos que as fêmeas. Mas é normal, viu?

Águia Americana Voando
Águia Americana Voando

Os cientistas não sabem ao certo por que existe essa diferença de tamanho. Uma razão pode ser a maneira como eles dividem suas tarefas de aninhamento . As fêmeas assumem a liderança na organização do material de nidificação, portanto, ser maior pode ajudá-las a assumir o controle. Além disso, eles passam mais tempo incubando os ovos do que os machos, então seu tamanho pode intimidar os ladrões de ovos.

Ameaçadas de Extinção?

Diferente da águia dourada, que vivem em quase todo o hemisfério norte, a águia americana é mesmo endêmica da América do Norte. Só é encontrada nos Estados Unidos, no Canadá e em algumas partes nortes do México.

Águia Dourada
Águia Dourada

Antes da chegada dos colonos europeus, as águias americanas eram abundantes em todos os EUA. Mas com o assentamento veio a destruição do habitat, e os colonos viam as águias como uma competição pelo jogo e como uma ameaça ao gado. Tantas águias foram mortas que em 1940 o Congresso aprovou um ato para proteger esses pássaros.

Águia Americana em Cativeiro
Águia Americana em Cativeiro

Infelizmente, outra ameaça surgiu mais ou menos nessa época. Começando após a Segunda Guerra Mundial, os agricultores e autoridades de saúde pública usaram um inseticida chamado DDT. A substância funcionou bem para erradicar os mosquitos e as pragas agrícolas mas começou a afetar pesadamente as aves de rapina. O DDT tornou as cascas de ovos muito finas e fez com que os ovos quebrassem. Uma pesquisa de 1963 encontrou apenas 471 pares de águias nos 48 estados mais baixos.

O DDT foi proibido no início dos anos 1970, e os conservacionistas começaram a criar águias em cativeiro e reintroduzi-los em lugares da América. Felizmente, esta espécie fez uma recuperação espetacular. Agora, as últimas estatísticas revelaram que os 48 estados inferiores possuem mais de 10.000 pares de aninhamento. Pode ser oportunista, mas ainda é muito querida!

Veja também

Animais Exóticos da Austrália

A Austrália é um país rico nos mais diversos âmbitos e sentidos da palavra. Nele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *