Home / Animais / Abutres Comem Carne Humana?

Abutres Comem Carne Humana?

Os abutres são pássaros que para muitos causa arrepios no corpo inteiro. O motivo é sua aparência física que não é muito agradável, já que o falta penas na parte da cabeça e muitas vezes desenvolvem carnes rosadas nessa área, deixando seu aspecto bem assustador. Fora isso, o maior motivo é sua dieta alimentar.

Conhecida por se alimentar de carne em decomposição, o abutre faz até mesmo medo para algumas pessoas. Uma das questões mais levantadas e questionadas é, se esses animais carniceiros, também se alimentam de carne humana e como. Estamos aqui para responder.

O Abutre

Esse animal faz parte das aves de rapina, e muitas vezes é confundido com urubus. Estes são de porte menor do que os abutres. Além disso, os abutres são pássaros de grande porte, uma visão extremamente aguçada e possuem um bico no formato de gancho para ajudar na alimentação e patas bem resistentes.

Não somente suas patas são resistentes, mas ele como um todo. O abutre consegue migrar e se adaptar em qualquer lugar, desde lugares bem frios até desertos e savanas. Por isso é fácil de achar esses bichos pelo mundo inteiro. Por todo o globo é possível achar mais de 20 espécies de abutres, na América a grande maioria é da família Cathartidae e são chamados de “Abutres do Novo Mundo”. Dependendo da espécie, alimentação e genética, alguns abutres podem chegar a medir até 2 metros de altura e pesar 10 quilos.

Foto de Abutre do Pescoço Para Cima
Foto de Abutre do Pescoço Para Cima

O motivo de vermos tantos abutres por aí é que eles não possuem glândulas sudoríparas, logo, não conseguem suar para manter sua temperatura interna e externa estável. Sendo assim, eles dependem que suas fezes e urina façam o trabalho e diminuam o calor interno. Para o externo, ao defecar e urinar, eles deixam que caiam em suas patas ajudando tanto no controle de temperatura quanto no aumento do odor de seu corpo, fazendo com que predadores e inimigos se afastem.

Alimentação do Abutre

Como já conhecido, os abutres se alimentam de restos de animais mortos. O motivo de ter uma alimentação tão diferente da grande parte dos animais é sua impossibilidade de manobras de caça. Suas garras são planas, o que dificulta abater animais ainda vivos. Por isso que os mesmos tendem a se alimentar de carnes em decomposição, mas é preciso lembrar que, elas também gostam e se alimentam quando possível de carne fresca.

Mas como o estômago desses animais conseguem aguentar comer sempre carne estragada? Isso é algo em investigação para os biólogos, porém uma das razões que faz com que eles consigam digerir bem essa carne é o seu suco gástrico poderosíssimo. Esse suco gástrico é capaz de neutralizar todas as toxinas e coisas ruins que estão presentes naquela carne em decomposição. E junto ainda vem seu sistema imunológico que é fortemente preparado para combater doenças, vírus e outros tipos de ataque por causa do tipo de comida ingerido.

Abutres e a Carne Humana

Mas afinal, o abutre somente se alimenta de seres humanos ou somente outros animais? Sim, eles se alimentam de carne humana, porém de forma mais moderada e difícil. Nos Estados Unidos foram realizados diversos testes e pesquisas para descobrir se eles se alimentavam ou não da nossa carne, e a resposta encontra foi que sim. Entretanto, ao encontrar um corpo humano, eles demoram até 5 meses para come-lo, pois gostam de limpar e descarnar o corpo antes de se alimentar. Enquanto que com outros animais, além de encontrar mais facilmente, comem mais rápido e com menos “nojo”, digamos assim.

Abutres na maior parte do mundo são vistos como azar e coisa ruim. Entretanto no Himalaia, a situação é diferente, e esses animais são considerados até mesmo sagrados. Em alguns povoados que ficam nas mais elevadas altitudes, a população tem problemas para realizar funerais, por causa do solo. Sendo assim, há muito tempo atrás foi desenvolvido um ritual de passagem da vida para a morte que tem como ação cortar o corpo em pedaços e dão para o bando de abutres que estiver ali. Esse ritual é chamado de “Funeral nos Céus”, e pela visão budista é um ato sagrado, pois após a morte, o corpo é vazio pois sua alma já saiu para outra dimensão, e alimentar outro ser vivo é honrável. Esse ritual também se deu como uma forma de evitar que os corpos mortos espalhassem doenças pela cidade.

Seu Papel no Ecossistema

Abutre Devorando Restos de Um Animal

É normal achar essas aves estranhas e até mesmo sentir um pouco de medo e nojo. Mas é necessário entender que elas são uma grande ajuda para manter o equilíbrio do meio ambiente, e sim, isso afeta a nós seres humanos.

Quando um animal morre em algum lugar e seu corpo começa a entrar em decomposição, a chance de o mesmo espalhar doenças, mau cheiro e outros desagradáveis atributos. Seu trabalho é basicamente fazer com que aquilo suma, sem dar trabalho (um trabalho quase impossível) de limpar todas as partes do mundo. Por isso, seu papel no ecossistema é de tão grande importância, não devemos ficar com medo de que sua presença seja para atacar ou algo do tipo. Ele só está fazendo seu trabalho de limpador.

Apesar de ser tão importante, existe uma parcela da população que não compreende seu papel. Está cada vez mais comum em países como Espanha, Índia e Paquistão envenenarem esses animais através da carne que o mesmo irá ingerir. Isso não somente mata uma espécie que já está entrando em processo de extinção, mas também faz com que a matéria orgânica se acumule pelo planeta. Com a crescente caça dos elefantes (animais que os abutres mais se alimentam) pelo marfim, os caçadores após abandonarem o corpo do animal, colocam uma droga e toxina nos mesmos para matar os abutres que deles se alimentam.

Devemos lembrar que qualquer mudança e/ou interferência feita na natureza afeta a nós seres humanos de alguma forma. Por isso devemos nos conscientizar da importância de cada animal, até mesmo dos abutres.

Veja também

Espécies De Cobras Em Florianópolis

As serpentes ou cobras, como são mais conhecidas aqui no Brasil, são animais pertencentes a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *